Furto e recetação de automóveis no tribunal de Condeixa

DR

DR

Dois carros roubados em Condeixa-a-Nova definiram a marcação de um julgamento de uma alegada rede de furto e recetação de automóveis para o tribunal judicial desta vila.
O grupo, que atuava maioritariamente nos distritos de Coimbra, Leiria, Viseu, Guarda, Vila Real e Porto, começou ontem a ser julgado.
A investigação, que durou mais de meio ano, foi conduzida pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto e acusa os dois arguidos, um mecânico de 39 anos, residente em Vila Nova de Gaia e um operador fabril de 30, de Oliveira de Azeméis, de mais de 35 crimes de receptação, furto qualificado, burla e falsificação de documentos.
Ao contrário do que se podia esperar, dado o número de testemunhas arroladas, foi pouco (ou nenhum) o aparato no Tribunal de Condeixa, até porque, dada a distância para os serviços do Ministério Público que fizeram a investigação e para o local onde foram furtadas as viaturas, houve vários testemunhos por videoconferência.

 

(Ler notícia completa na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS desta terça-feira)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.