Despiste de autocarro provocou 11 mortos e 32 feridos na Sertã

Posted by
Foto Carlos Jorge Monteiro

Foto Carlos Jorge Monteiro

Onze pessoas morreram hoje e 32 ficaram feridas num despiste do autocarro onde seguiam, que caiu numa ravina cerca das 8H30, no nó de acesso do IC8 ao Carvalhal, na Sertã, distrito de Castelo Branco.

O autocarro, de matricula espanhola, transportava um grupo de 43 pessoas, incluindo sete crianças, que iam numa excursão de autocarro a Santa Maria da Feira.

Entre 33 feridos registaram-se seis graves, transferidos para os Hospitais Universitário de Coimbra, Castelo Branco e Hospital de São José, em Lisboa.

Todas as vítimas mortais eram adultos com idades compreendidas entre os 50 e os 70 anos,

Para as operações de salvamento foram enviadas para o local 293 operacionais do INEM, PSP, GNR e bombeiros, apoiados por 97 viaturas, chegando a ser acionado um helicóptero de socorro e assistência que acabou por não atuar devido às condições meteorológicas.

Para retirar o autocarro da ravina foram enviadas duas máquinas para o local.

A Câmara de Portalegre instalou um dispositivo de apoio à vítima, composto por dois psicólogos, um técnico de apoio e um outro técnico de saúde, para ajudar os familiares dos sinistrados.

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, enviou “um abraço de grande solidariedade” às famílias das vítimas e disse estar informado que “a Proteção Civil atuou de forma pronta” e que “a situação está a ser seguida, como é próprio nos hospitais, com a maior dedicação de modo a minimizar os riscos de perdas de vidas humanas nesta tragédia”.

“Quero, sobretudo, como primeiro-ministro, endereçar às famílias enlutadas um abraço de grande solidariedade num momento que é, com certeza, muito difícil para todos, mas também para todo o país”, afirmou Pedro Passos Coelho.

O líder nacional do PS, António José Seguro, manifestou também o seu “pesar” pela morte das 11 pessoas e enviou os “sentimentos” às famílias das vítimas.

“Segundo os relatos que me chegaram, há cerca de uma dezena de portugueses que morreram e há bastantes feridos, e eu quero expressar aqui o meu pesar e enviar os meus sentimentos às famílias dos portugueses que faleceram neste trágico acidente”, disse António José Seguro.

Num comunicado enviado à agência Lusa, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, apresentou “sentidas condolências” às famílias das vítimas mortais resultantes do acidente, e disse esperar que “os feridos possam regressar rapidamente a suas casas, para junto dos seus familiares”.

O Ministério da Saúde “disponibiliza também todo o apoio psicológico e respetivo acompanhamento que as famílias das vítimas vierem a necessitar”, acrescentou.

O presidente da Câmara da Sertã reconheceu a perigosidade do local onde o autocarro se despenhou, uma descida inclinada a seguir a uma curva, e afirmou que a autarquia vai tentar solucionar o problema.

A Federação de Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS) pediu uma reunião urgente na segunda-feira ao Ministério da Administração Interna por causa dos acidentes que se têm verificado nos últimos dias, em especial o acidente da semana passada no IC19, que liga Lisboa a Sintra, o de sábado na A1 com uma carrinha que transportava suínos e o de hoje.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.