“Ou é para repartir por todos ou temos o caldo entornado”

Posted by

O presidente da Câmara de Coimbra, João Paulo Barbosa de Melo, repudiou ontem a decisão do grupo Águas de Portugal (AdP) de avançar com a fusão de vários sistemas multimunicipais.

Em conferência de imprensa, onde também esteve presente o presidente da Águas de Coimbra, Marcelo Nuno, o autarca considerou que a proposta do grupo “mais não fará do que imputar aos municípios associados da AdP défices e prejuízos acumulados”. “A fusão não resolve, apenas mascara os problemas e mutualiza os défices”, afirmou.

Barbosa de Melo – primeiro autarca a nível nacional a contestar a proposta do grupo AdP – disse ainda que o município de Coimbra, em conjunto com mais 12 municípios da região, detém 49 por cento do capital social da Águas do Mondego, empresa que o grupo AdP pretende fundir com as empresas Simria e Simlis (Aveiro e Leiria, respetivamente).

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.