Opinião – Objetivos plenamente cumpridos

Posted by

SANTOS CARDOSOAntónio Santos Cardoso

Tomei posse como comandante Distrital do Comando Territorial de Coimbra da GNR em 18 de Outubro de 2010. Volvidos mais de dois anos, por minha decisão, resolvi passar à situação de reserva militar, o que acontece hoje, 27 de Dezembro.

Vou para esta nova situação de consciência muito tranquila, já que os objectivos traçados foram plenamente cumpridos, cabendo às populações que diariamente servimos analisar o trabalho desenvolvido, tendo no meu entendimento, razões para estarem satisfeitas.

Em jeito de balanço final na zona de ação deste Comando Distrital, conseguimos;

– Através do trabalho desenvolvido pelos postos territoriais em complemento da atividade da investigação criminal, erradicou-se a criminalidade do roubo por esticão que tanto alarmou as populações, especialmente no concelho de Soure. Combateram-se de tal forma os assaltos a multibancos, com patrulhamentos específicos e direcionados, que praticamente é tema esquecido no território patrulhado pela GNR. Os furtos de cobre que tiveram um incremento no início do ano praticamente desapareceram mercê de um trabalho excelente de coordenação das várias equipas de investigação e Ministério Público, tendo sido detidos os principais criminosos aos quais foi aplicada a medida de coação mais gravosa, prisão preventiva, o que decisivamente contribuiu para esta acalmia. Os crimes como assaltos a postos de combustíveis á marretada foram sustidos com a detenção do grupo que atuava com esse modus operandi. Assaltantes a residências foram também apanhados, embora seja uma área onde ainda continuamos a ter problemas mas cuja atenção não foi descurada. Balanceámos a maior parte dos meios para o concelho de Cantanhede onde temos problemas de assaltos á mão armada, onde as boas acessibilidades para norte e para sul têm facilitado as incursões criminosas, mas onde o papel do Destacamento de Intervenção com sede em Coimbra, tem sido decisivo, com patrulhamentos diários noturnos. Também no âmbito do consumo e tráfico de droga tivemos uma atuação muito firme nos vários concelhos do distrito, como atestam as várias notícias publicadas na imprensa.

Através da valência SEPNA, o trabalho de proteção ambiental foi importante principalmente no que à caça e pesca ilegais diz respeito sem esquecer todo o esforço desenvolvido na montagem e guarnição dos postos de vigia da floresta contra incêndios e a participação ativa no combate aos fogos florestais, e na evacuação e proteção das populações.

Com o Destacamento de Intervenção continuámos a patrulhar a cavalo zonas mais rurais. Participamos em inúmeras ações de busca de pessoas com equipas cinotécnicas, ações de inativação de engenhos explosivos, e intervenções de ordem pública, algumas de grande envergadura.

Com Destacamento de Trânsito, com a presença das patrulhas, a visibilidade e atuação firme foi dado contributo importante para a diminuição da sinistralidade e segurança dos utentes, além das participações em várias provas desportivas.

No âmbito dos programas especiais: escola segura (em colaboração com os estabelecimentos de ensino), idosos em segurança com o levantamento das situações de isolamento, acompanhamento e aconselhamento, foi desenvolvido um trabalho, penso, bem meritório.

Também no âmbito da violência doméstica tem-se desenvolvido um trabalho muito meritório com vários inquéritos a decorrer no NIAVE e com assinatura de protocolos em rede com várias instituições do Distrito de Coimbra.

Destaco também a assunção de novas responsabilidades e competências com a extinção dos Governos Civis e a criação no Comando, na Av. Dias da Silva de um Gabinete de Atendimento ao Cidadão no âmbito da ANSR, onde integrámos sem constrangimentos e com sucesso, funcionários que transitaram do Governo Civil de Coimbra e da criação de uma assessoria jurídica.

Muito mais se poderia dizer mas ia pecar sempre por esquecer muito do trabalho que se faz no dia-a-dia por gente anónima imbuída de um espírito de bem servir e de uma coragem notáveis. É essencialmente a esses, aos meus camaradas e amigos, aos meus militares companheiros de tantas horas de sacrifícios mas também de satisfação pela nossa dedicação a causas tão nobres, é a esta excelente equipa de profissionais que quero nesta hora, se me é permitido, deixar uma palavra de agradecimento.

Vive-se um tempo de dificuldades que nos tem trazido muitos constrangimentos e dificuldades, reestruturações e alterações que nos obrigam a ter engenho e arte para enfrentar os desafios futuros. Mas, como tenho dito aos militares, homens e mulheres que fazem parte do efetivo da Unidade da GNR do Distrito de Coimbra, a GNR já passou durante o seu século de existência por enormes desafios e dificuldades e sempre soube ultrapassá-los, porque é constituída por profissionais competentes e altamente motivados e empenhados na segurança dos nossos concidadãos.

Ao Diário das Beiras o meu muito Obrigado pela publicação oportuna das notícias que á segurança das pessoas diz respeito, pela página dedicada ao trabalho das polícias e á criminalidade, e, acima de tudo pela real valia que tem sido o vosso trabalho.

Vou a partir de hoje, fazer muitas outras coisas que gosto, que poderá passar pela área de formação, Direito, ou por muito outros projetos que tenho em mente. Vou continuar a acompanhar a imprensa local e as notícias da nossa terra.

Muito, mas muito, obrigado.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*