Opinião – Excelência da saúde e do ensino em Coimbra

Posted by

Hélder Rodrigues

Coimbra; Uma das 70 cidades inteligentes da Europa.

1. A Qualidade de Vida Inteligente

Na Classificação de Coimbra como uma das “70 cidades inteligentes da Europa”, a Característica Qualidade de Vida inteligente (smart living) atingiu uma pontuação elevada ( 37.º lugar nas 70 cidades escrutinadas). Esta Característica foi avaliada através

da analise de 7 factores: 1 ) Saúde 2 ) Ensino 3 ) Atratividade turística

4 ) Actividade Cultural 5 ) Segurança Pessoal 6 ) Habitação 7 ) Coesão social. Por questões de espaço analisaremos nesta Crónica apenas os dois primeiros factores, deixando a analise dos restantes para Crónicas posteriores.

2. A Saúde em Coimbra

O Factor Saúde, em Coimbra, obteve uma classificação de excelente. Indicadores como; a elevada esperança media de vida, o numero de camas de hospital/habitante, o numero de médicos/habitante, o nível de satisfação com o sistema de saúde existente, atingiram pontuações elevadas. Se a estes indicadores acrescentarmos; a vasta rede de entidades de saúde especializadas de alto nível, a qualidade técnica/humana dos profissionais de saúde que nos atendem, a Investigação cientifica de ponta que se está a fazer e que coloca Coimbra na 1º linha a nível europeu, não temos duvidas sobre a justiça desta classificação.

Quem conhece outros Centros de saúde, quer em Portugal quer no estrangeiro, facilmente reconhece que em Coimbra para além do elevado nível cientifico se pratica “uma saúde de rosto humano” e essa vertente é só por si, um factor diferenciador da excelência da Saúde em Coimbra.

3. O Ensino em Coimbra

O Factor Ensino, em Coimbra, obteve também uma boa classificação. Indicadores como; o elevado ratio numero de estudantes/habitante, a facilidade de acesso ao ensino, o nível de satisfação com a qualidade do sistema educativo existente, estiveram na base desta distinção. Mas se a estes indicadores acrescentarmos ainda; o prestigio alem fronteiras da sua Universidade (fruto do imenso trabalho e capacidade dos seus docentes), o elevado nível qualitativo e quantitativo da Investigação Cientifica que se está a realizar, a crescente Internacionalização da Universidade (que projecta Coimbra como uma das marcas mais fortes de Portugal no Mundo), a visível dinâmica do seu Ensino Politécnico, os lugares de topo atingidos pelo Ensino secundário. E se ainda juntarmos, o associativismo estudantil centrado na maior associação académica do País (AAC), a alegria e juventude que os estudantes de Coimbra emprestam à vida da cidade, não restam duvidas que estamos na “cidade dos estudantes” com toda a força e magia que esse titulo encerra.

4. Perspectivas

A situação económica e financeira da Europa e particularmente do País, apresenta, todavia, nuvens negras sobre os dois Sectores de ponta, aqui analisados. Os cortes orçamentais são um facto iniludível que têm que ser combatidos e enfrentados de frente, de forma inteligente. È um facto que, quer a Saúde, quer o Ensino em Coimbra, têm dado passos significativos nos últimos anos, mas na actual situação de crise mais um desafio têm á sua frente. Ser parte da “solução” e não do “problema”terá que fazer parte da Agenda.

Isso significa que quer a Saúde, quer o Ensino (nomeadamente o Superior) têm que assumir um crescente protagonismo na vida da cidade e da Região Centro onde se inserem.

È fundamental que sintonizem cada vez mais as suas estratégias com as da cidade, no apoio à sociedade, às pessoas, ao comercio, à industria, aos serviços.

Felizmente, Coimbra e o seu Ensino Superior (com a Universidade à frente) têm responsáveis à altura do desafio. E têm, igualmente, um vasto conjunto de cidadãos que podem ser actores privilegiados dessa transformação, urgente e necessária, que Coimbra tanto necessita.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.