Opinião – Apontamentos

Posted by

João Vaz

É Natal, a GNR aparece mais frequentemente nas estradas, exercendo a sua função: controlo e dissuasão. Os condutores portugueses boicotam o trabalho da GNR através de sucessivos sinais de luzes, informando os “bandidos” que a “polícia” está ali à frente. Carros roubados, contrabando de armas ou drogas, condutores sem carta, etc., fogem assim à justiça, porque alguns portugueses colaboram ativamente com a “ilegalidade”.

Este baixo grau de cidadania de muitos portugueses (resquícios do salazarismo?) “persegue-nos” até à berma da estrada cheia de lixo: garrafas de água, sacos de plástico, fraldas, pneus, etc. Mais à frente, a paisagem é violentada: rasgaram-se “montanhas”, destruindo-se vinhas, pinhais, oliveiras, etc. A autoestrada é nova, inaugurada há dias, “liga o litoral ao interior”. Um esforço colossal, mas está vazia em hora de ponta. Neste caso, a falta de cidadania política, e transparência nas decisões políticas, está a custar-nos caro, a todos nós.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*