“O medo fica em casa” com O Teatrão no Hospital Pediátrico de Coimbra

Posted by

 

Uma década depois, O Teatrão “regressa” ao Hospital Pediátrico de Coimbra para levar às crianças internadas alguns momentos da felicidade que lhes deve ser permitida. Agora, o programa “O medo fica em casa” é possível graças ao apoio dado pela Câmara Municipal de Coimbra (CMC), objeto de um protocolo recentemente assinado. Já hoje, O Teatrão inicia uma série de pequenas intervenções teatrais no Hospital Pediátrico de Coimbra, acompanhadas de uma oficina de construção e manipulação de bonecos.

Quando forem 14H30, os atores e atrizes estarão no Serviço de Cirurgia (sala de atividades e enfermarias) com o primeiro episódio de uma série a que se chamou Animalympics. Foram convocados os animais de alguns dos espetáculos d’O Teatrão (o urso Nanu e a raposa Fana Fox de “As extraordinárias aventuras”, os ratinhos de “A Biblioteca Russa”, o boi e o burro de “O mistério de Belém”) para uma seleção que vai participar nas olimpíadas dos animais. Mas estavam todos lesionados, depois das peças por onde passaram. Junta-se-lhes então uma lebre, treinadora obsessiva, e uma tartaruga, enfermeira compassiva, para cuidar deles no hospital e pô-los em forma para as provas.

De acordo com Deolindo Pessoa, que está de “regresso” com o programa – por ter sido até há pouco médico no Pediátrico e ter sido ainda um dos responsáveis pela iniciativa, então como agora -, “esta é uma prática de cidadania que ao Teatrão, como companhia profissional de matriz para a infância, compete de forma especial”. Curiosamente o primeiro programa desenvolvido no Pediátrico de Coimbra tem 10 anos, “pelo que este protocolo permite retomar esse projeto, o que acontece em boa hora”, sublinhou o responsável.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.