José Guerra morre após queda junto à Casa da Cultura

José Guerra, responsável da Secção para Deficientes Visuais da Biblioteca Municipal de Coimbra, faleceu ontem, ao final do dia, depois de ter tropeçado no muro da rua Pedro Monteiro. Acabaria por cair para o estacionamento pertencente ao edifício da Casa da Cultura e do Instituto Português da Juventude, a alguns metros de altura.

Seriam cerca de 17H30. José Guerra, invisual, tinha acabado de sair da Biblioteca Municipal de Coimbra – onde trabalhou durante 20 anos – para ir à piscina. Por esse motivo não levava o cão-guia que costumava acompanhá-lo. “Desorientou-se com a bengala e, como o muro é muito baixo, terá caído”, relatou ao DIÁRIO AS BEIRAS a vice-presidente da Câmara de Coimbra, Maria José Azevedo Santos, visivelmente consternada.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. Manuel Silva says:

    Na margem esquerda do rio Mondego, frente ao Hotel Astória, o muro que separa o passeio do rio está a baixar à cerca de cinco anos. Neste momento o muro está ao nível do passeio. Parece que só quando acontecer uma situação semelhante à desta notícia é que alguém se lembrará de colocar uma vedação no local.

    • Do lado do Estádio Universitário (margem esquerda), há uma parte do muro que separa ( não protege absolutamente nada nem ninguém!!!!!!!!) o passeio do rio, quer o muro quer o passeio ESTÃO AO MESMO NÍVEL!!! Eu vi esta semana. Como é senhor Presidente da Câmara Municipal de Coimbra???

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.