Câmara da Guarda processa Estado por trânsito encher vias municipais devido às portagens

Posted by

estradas_portagens_A28(2)O presidente da Câmara da Guarda anunciou hoje (segunda-feira) que a autarquia pretende avançar com uma ação judicial contra o Estado por a aplicação de portagens nas autoestradas da região ter aumentado o tráfego rodoviário nas vias municipais.

“O Estado português enganou a Câmara da Guarda”, afirmou Joaquim Valente (PS) na reunião de hoje da Assembleia Municipal local, onde o tema das portagens voltou a ser falado.

Após a construção das autoestradas A23 (Guarda/Torres Novas) e A25 (Aveiro/Vilar Formoso), a autarquia fez acordos com o Governo e recebeu estradas nacionais “com o pressuposto de que havia alternativas nas vias da concessão das autoestradas”, explicou Joaquim Valente à agência Lusa.

Com a aplicação de portagens, a 08 de dezembro de 2011, o cenário alterou-se com o trânsito rodoviário a utilizar as estradas que agora estão sob a alçada da Câmara Municipal, que tem responsabilidades na sua manutenção.

 

(Texto: Agência Lusa)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.