A linha que separa o Natal do antes e do pós 25 de Abril

Posted by
Foto Luís Carregã

Foto Luís Carregã

Uma meia panela; meia dúzia de batatas; um pequeno rabo de bacalhau que, em tempos idos servia para alimentar uma família com cinco filhos; um ramo seco de carvalho onde as folhas foram substituídas por versos sobre o Natal assinados por Fernando Pessoa, Bocage, Jorge de Sena, Vitorino Nemésio, Miguel Torga, David Mourão Ferreira e António Aleixo.

Nesta árvore não há luzes brilhantes nem fitas coloridas, apenas um lindo menino Jesus que pretende manter acesa a esperança.

A montra da Casa Luísa Antiguidades prende a atenção de quem por ali passa e até teve a visita do ministro da Economia que aplaudiu a ideia que pretende “alertar consciências”.

Versão completa na edição impressa

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.