Prisão preventiva para homem que alvejou militares da GNR em Idanha-a-Nova

Posted by

O Tribunal de Idanha-a-Nova decidiu aplicar a medida de coação de prisão preventiva ao homem que, na noite de sábado, terá alvejado e ferido quatro militares da GNR.

O homem, com cerca de 50 anos, está indiciado por quatro crimes de homicídio qualificado na forma tentada, posse de arma proibida e resistência à autoridade.

O ataque aos militares da GNR aconteceu em São Miguel de Acha, depois de o homem, aparentemente embriagado, ter sido interveniente num choque entre dois veículos numa das ruas estreitas do centro da povoação, junto à Igreja Matriz.

Segundo a GNR, na altura, recusou-se a fazer o teste de alcoolemia e hostilizou a patrulha.

Depois de uma primeira fuga, voltou ao local numa motorizada, sem capacete e armado com uma caçadeira, abrindo fogo sobre os militares.

O homem acabou por ficar ferido com um disparo de resposta de um dos elementos da GNR, fugiu mas foi capturado já durante a madrugada de domingo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*