Inspetora da PJ detida por presumível homicídio de idosa

Posted by

Uma inspetora da Polícia Judiciária do Porto foi ontem detida por ser a presumível autora do homicídio da idosa que morava numa cave do prédio da rua António José de Almeida.

A autora do crime tem 36 anos, era casada com um neto da vítima e ambos são inspetores da Polícia Judiciária do Porto. À Agência Lusa, fonte desta força policial disse que a suspeita estava de baixa médica há cerca de duas semanas devido a uma intervenção cirúrgica.

“Foi um trabalho complexo e difícil desde quarta-feira, mas que rapidamente produziu efeitos, devido ao excelente trabalho de investigação levado a cabo pela diretoria da PJ do Norte e do Centro”, destacou.

Segundo a mesma fonte, a suspeita terá matado a vítima com 13 a 14 tiros disparados de uma arma que presumivelmente furtou das instalações da PJ do Porto, não tendo usado a sua arma de serviço.

A detenção foi levada a cabo pelas Directorias do Centro e do Norte da Polícia Judiciária, tendo a suspeita e o marido feito o estágio profissional em Coimbra. Ela chegou mesmo a trabalhar na investigação de homicídios.

Quanto ao marido – neto da vítima -, que também é inspetor na PJ do Porto, “nada tem a ver com o caso”.

A suspeita será amanhã (quarta-feira) presente a tribunal para conhecer a eventual aplicação de medidas de coação.

Atualizado às 16H40

8 Comments

  1. Ainda se suspeita de criminisosos em série, quando eles existem na própria polícia. Assim vai o país… E esta, hem?

  2. Pois, e muitos continuam a pensar que os elementos das policias, não são seres humanos. Assim vai a mentalidade deste país.

  3. Ranger Man says:

    É o que dá mandar papaias sem ainda se ter conhecimento de causa, que leve a um maior conhecimento do assunto e daí fazer julgamento pessoal.
    Quanto à mentalidade do país. Não concordo… – Sou mais a favor da falta de mentalidade do povo… – Não todo claro.

    • Maria Efigenia says:

      Papaias belas ou melhor ainda Papaias belas. Alias ha um grande tema tocado pelos Magicos Queijos Cantores em que se apresenta "olha a papaia bela, bela…"
      Um Primor!!!!
      Um Grande Bem Haja!

  4. sebastião sousa says:

    Depois de ler os comentários acima, tenho a dizer o seguinte. em todas as profissões há seres humanos fortes e outros deveis, e não devemos fazer criticas despropositadas.Em todo lado há criminosos, ou falhas humanas que os transformam em criminosos.

    • realmente nimguem pode falar pois de qualquer casa pode surgir situaçôes destas a mentalidade do ser humano é imprevisivel.
      tenho pena da D.Filomena,mas mais pena tenho da filha de 3 anos do casal e do marido.
      ele vai ter de ter muita força se for esperto afasta-se de tudo isto pra salvaguardar a filha pk a mulher já estragou a vida dela e ele se não for forte estraga a dele e da filha.

    • Concordo plenamente

  5. mariazinha says:

    Não se deve julgar ninguém enquanto suspeito.
    Imaginemos que estariam reunidas as condições para a sra ser acusada e literalmente afastada do seu marido e da sua casa? Foi tão facil e tão rapido ser apanhada!!! Nãoácham demasiado obvio? Aguardemos porque o tempo traz respostas a tudo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.