Cissé sonha jogar na liga dos campeões

Quais são os seus ídolos?

O meu ídolo é o Thierry Henry. Gosto da sua maneira de jogar. Gostava muito de um dia chegar a ser um grande jogador como o Henry.

Pessoalmente, também já tem muitos fãs… tem essa noção? Espera vir um dia a ser um ídolo como o Henry?

Não sei se já tenho assim tantos fãs… mas a minha meta é ser um grande jogador como o Thierry Henry.

Foi um salto muito grande do Arezzo para a Académica?

No início, a chegada a uma liga principal foi um pouco difícil. Mas, para mim, seja na 4.ª divisão ou numa divisão profissional, o futebol é sinónimo de trabalho, coragem… E que tenhas confiança em ti, que acredites que tens capacidade e qualidade. O resto é trabalhar.

Como foi a sua história em Itália? Nasceu na Guiné Conacri, o que o fez mudar-se para Itália?

No meu país há problemas políticos. Então, eu decidi com a minha família que o melhor era partir para Itália. Quando lá cheguei, entrei num centro de acolhimento e foi depois que conheci aquele que foi o meu “tutor”, a quem eu chamo mesmo de pai [Franco Anzalone, diretor do Arezzo]. Ele levou-me a jogar no Arezzo e foi assim que tudo começou.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Sócio AAC says:

    Um futuro grande jogador !

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.