Arquitetura de Coimbra faz nascer estádio no Brasil a inaugurar em dezembro

Posted by

O estádio do Grêmio de Porto Alegre (Rio Grande do Sul – Brasil), que vai ser inaugurado dentro de quatro semanas, foi projetado e concebido pelo gabinete de arquitetura Plarq, com sede em Coimbra, dirigido pelos arquitetos António Monteiro e Pedro Santos.

Neste estádio, construído numa base de modernidade aplicada aos mais recentes estádios do mundo, a Plarq esteve  “desde o momento zero do projeto, onde gerou potencial para que o clube possa receber gratuitamente um estádio financiado através de uma componente imobiliária envolvendo os terrenos do atual estádio”, explicou ao DIÁRIO AS BEIRAS o arquiteto António Monteiro.

A operação de investimento ronda os dois mil milhões de dólares, com o estádio como coração de uma área de 30 hectares.

Com quase 62.000 lugares de capacidade será, pelo menos, local de estágio e treinos, de algumas seleções presentes na Copa do Mundo 2014, em torno do qual foi planeado um novo centro urbano. Atendendo ao facto de estar quase pronto poderá mesmo vir a ser palco de jogos desta competição, caso a empreitada do estádio do Internacional de Porto Alegre não fique concluída a tempo.

Apenas a um quilómetro do aeroporto internacional de Porto Alegre, lado a lado com as principais vias rodoviárias, o local vai comportar centros de exposições e conferências, hotéis, estacionamento e condomínio habitacional. A Arena tem arquibancadas para escritórios e comércio.

5 Comments

  1. E os salários em atraso, prática que dura há muitos anos, na referida empresa … se calhar também merecia uma referência no artigo …

  2. O anônimo aí acima está mentindo. Nunca houve atrasos em salários, bem como não ocorream acidentes de trabalho no local. O Trinunal Superior do Trabalho fez um ato na Arena do Grêmio sobre segurança do trabalho (http://migre.me/bQGxQ). Ali trabalham homens e mulheres vindos de vários estados do Brasil, e trabalham com alegria. O estádio será inaugurado dia 08/12/2012. Marcus Vinicius Anflor – anflor@brturbo.com.br

  3. Leandro Rovani says:

    O estádio não foi construído para a Copa, e sim para a torcida do Grêmio, que tem mais de dez milhões de simpatizantes apaixonados; era só um projeto à época da escolha dos palcos, e por isso foi erroneamente preterido. O padrão não é só FIFA, mas equivalente a cinco estrelas UEFA, com direito a certificação LEED. São 60.540 lugares, todos cobertos, reduzidos para 56.000 em eventos FIFA,quando se exige instalação de cadeiras na totalidade (parte da torcida, que fica atrás de uma das metas, prefere assistir o jogo em pé, a cantar e pular durante todo o tempo, comemorando os gols com a chamada "avalanche" – ver youtube). Números: 6000 vagas de estacionamento, 240 conjuntos de sanitários (masculino, feminino, familiar e deficientes), 400 câmeras de vigilância, 4 vestiários de primeira categoria e custo total de mais de aproximadamente 250 milhões de euros. Mais informações em http://www.arena.gremio.net

  4. Carlos A Silva says:

    O Anônomo está mal informado oui tem de se mostrar, pois pode ser processado por difamação
    Carlos

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*