Académica vai ao “Dragão” para conquistar pontos

Posted by

O treinador da Académica, Pedro Emanuel, aposta na motivação para conquistar pontos no Estádio do Dragão, onde se desloca domingo para defrontar o FC Porto, em jogo da nona jornada da Liga de futebol.

Depois da vitória diante do Atlético de Madrid (2-0), na quinta-feira, para a Liga Europa, interrompendo uma série de 16 jogos internacionais vitoriosos da formação “colchonera”, o técnico da “briosa” considerou que a motivação de jogar perante o líder do campeonato supera “grande parte do desgaste físico” da última partida.

Para Pedro Emanuel, “pesará o menor tempo de recuperação” que a Académica vai ter, até porque terá de “recorrer a muitos dos jogadores utilizados contra o Atlético de Madrid”, mas o treinador não quer arranjar desculpas.

“Agarramo-nos sim, à motivação de ir ao estádio do Dragão e poder disputar o jogo, querer conquistar pontos, ter a ambição de colocar em campo aquilo que foi a demonstração de capacidades na última quinta-feira e isso supera grande parte do desgaste físico”, sublinhou.

Para o técnico dos “estudantes”, “a concentração terá de ser máxima durante 90 minutos, com grande competência” naquilo que são os propósitos da equipa de Coimbra: “acrescentando um pouco mais daquilo que fizemos na quinta-feira poderemos sonhar com a conquista de pontos”.

Salientando que se trata de um desafio “de maior dificuldade ainda” do que o disputado com o Atlético de Madrid, Pedro Emanuel disse ter noção que vai encontrar “uma das equipas mais fortes do campeonato, que está invicta em casa”.

Com o estado de espírito da equipa em alta, Pedro Emanuel aproveitou para lembrar que a última vez que o FC Porto cedeu pontos em casa para a Liga foi precisamente contra a “briosa” na última época, que arrancou um empate a um golo no Estádio do Dragão.

“A responsabilidade está toda do lado do Porto, mas toda a gente espera que uma equipa como a Académica faça uma gracinha, já que ninguém a faz há tanto tempo, a realidade é essa”, disse ainda o técnico academista.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*