Turismo em Fátima dividido entre Coimbra e Lisboa

Posted by

O presidente do Polo de Desenvolvimento Turístico Leiria-Fátima criticou a reestruturação das entidades regionais de turismo e aconselhou o Governo a fazer um retiro espiritual para repensar a divisão do país.

“O Governo deveria parar uma semana e realizar um retiro espiritual, de preferência em Fátima, para pensar bem como deveria organizar o país nas áreas da Educação, na Justiça e no Turismo, para que coincidissem com as unidades geográficas e territoriais”, sustentou Paulo Fonseca.

Para o presidente da Câmara de Ourém (PS), a proposta de separar os concelhos que constituem o polo Leiria-Fátima coloca em causa “muitos anos de trabalho e uma identidade comum”, colidindo com as posições assumidas publicamente por deputados, empresários e autarcas.

A decisão de extinguir, por fusão, seis polos de turismo em cinco regiões – cuja área de intervenção é definida de acordo com as unidades territoriais NUTS II – implica a passagem do polo Leiria-Fátima para o Turismo do Centro, à exceção do concelho de Ourém, ao qual pertence Fátima, para o Turismo de Lisboa e Vale do Tejo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*