Conferência Episcopal reforça inventariação de arte sacra das igrejas

Posted by

O roubo de obras de arte de capelas, igrejas e conventos continua a ser uma dor de cabeça para os padres das respetivas paróquias, bem como para o Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja (SNBCI) e para a Polícia Judiciária (PJ).

Aliás, desde o início deste ano que ambas as instituições referidas desenvolvem bases de dados específicas sobre as peças desaparecidas, com a PJ a constituir uma secção especializada há mais de uma década.

A imagem de Nossa Senhora furtada há três anos da Capela de Nossa Senhora dos Milagres, Retorta, Miranda do Corvo, é um desses exemplos. Aliás, ao longo da última década os ladrões não deram tréguas a esta escultura sacra, com cerca de 80 centímetros de altura, uma vez que já antes haviam furtado a imagem do “menino” e a coroa desta Senhora dos Milagres.

Na mesma altura outras três imagens de santos foram furtadas da mesma capela, cujas investigações transitaram para a PJ de Coimbra, sem resultados.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>