Opiniões – Reflexões

Posted by

Luís Santarino

FESTAS DA CIDADE – Fico muito feliz porque, como cidadão “nado e criado” em Coimbra, percebi a sua enorme qualidade.

PROCISSÃO DA NOITE – É uma Procissão de Penitência. Fiquei chocado com os telemóveis a tocar e com a quantidade de pessoas que os atendiam.

PROCISSÃO DA NOITE 1 – O “escarcel e a gritaria” foram uma constante.

PROCISSÃO DA NOITE 2 – “As gentes” que a abandonavam para comprar “pipocas” ou outra porcaria qualquer, indiciam elevada dose de falta de respeito.

CONCLUINDO – Não sei muito bem – ou saberei!!! – como se deverá educar no futuro quem desejar participar. A Confraria da Rainha Santa deverá fazer uma análise muito séria deste e de outros factos. Correcção de comportamentos impõe-se!

SER DE COIMBRA… é amar e respeitar a sua Padroeira. Neste caso, tanto faz que concordem como não! É mesmo para o “lado para onde durmo melhor”!

SER DE COIMBRA 1…é ser da Académica, no seu todo, desportivo e cultural, defender os seus valores. Respeitando as diferenças, a Académica é única!

DIA DA CIDADE – Foi um privilégio aplaudir todos os que por direito próprio receberam a Medalha da Cidade.

DIA DA CIDADE 1 – Apesar de nada ter contra o facto de ter sido realizada ao ar livre, o Salão Nobre da Câmara Municipal seria o local indicado para tão ilustre acto.

JOÃO PAULO BARBOSA DE MELO – Fez o seu anúncio de candidatura perante os cidadãos de Coimbra. A sua intervenção teve nota máxima.

JOÃO PAULO BARBOSA DE MELO 1 – Para quem dizia – leia-se “alguns PS” – que a eleição de 2013 estava no papo, a resposta que deu demonstrou exactamente o contrário.

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE COIMBRA – Bateu forte no “poder central” como nunca a oposição fez; assumiu a defesa das Instituições de Coimbra com galhardia; abriu os braços ao distrito e à região, tanto para ser seu porta-voz, como colaborante activo nas reivindicações; apontou caminhos para o nosso progresso colectivo.

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE COIMBRA – Cerca de 5 minutos bastaram para, com manifesta visão de futuro, apontar caminhos para o desenvolvimento da região num contexto nacional. Portugal deverá “contar com a região das beiras, disse”!

FEIRA POPULAR – Este ano pobrezita. Nem um restaurante para jantar. Coimbra merece que em 2014 tenha outra dimensão.

PAÇO DO CONDE – É um local aprazível. Na “lufa-lufa do entra e sai de gente” os funcionários são de inexcedível qualidade. Só assim se compreende que muitos estrangeiros o procurem. Se as “mosquitas fossem dar uma volta ao bilhar grande” não se perdia nada!

SUBSÍDIOS VÁRIOS – Alguém me consegue dizer quem foi o advogado ou sociedade de advogados que deu parecer favorável ao corte? Livra!

MIGUEL RELVAS – O País anda agora, como no passado com Sócrates, muito preocupado com as habilitações. Somos um país de alcoviteiros. Que é aldrabice é, mas nada justifica tantas manchetes.

OUTROS RELVAS – Há para aí quem tenha tirado o “curso à podoa”! Foi a bela treta da proliferação de universidades fomentada pelo professor de Boliqueime! Agora queixam-se?

OUTROS RELVAS 1 – Não percebo qual a indignação. A sério. A seguir ao 25 de Abril não passava tudo administrativamente? Havia gente que, de um ano para o outro, também estava licenciada. Será preciso recordar? É que foram aos milhares…de todos os quadrantes políticos.

EXIGÊNCIA – Dizia ontem um atleta olímpico; antes de serem exigentes connosco, sejam exigentes convosco próprios! Bem dito. Podia ser que alguns comentadores e escribas fossem de férias por uns tempos!

FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmailPartilhar

2 Comments

  1. José Simão says:

    Caro Santarino, então o meu amigo foi mesmo à feira, ou ouviu dizer que não havia nenhum restaurante? Ou foi à Feira Popular e jantou algodão doce. Locais para comer na Feira Popular: tasquinha da Marcha de Santa Clara, tasquinha da Freguesia de Castelo Viegas, tasquinha da Freguesia de Assafarge,tasquinha do leitão da Bairrada, roullott do Cachorrão, pão com chouriço, roullott "macdonald's" com prego no pão, hamburgers e outro tipo de comida rápida e por fim o arraial da freguesia de Santa Clara com sardinha assada à descrição, feveras, saladas, entremeada, etc. e para finalizar pode beber umas caipirinhas, acompanhadas pelas boas farturas da Tânea, do Teló ou do Fonseca, há… já me esquecia, também se vendem tremoços, pinhoadas, amendoins e amendoas, para além de um módulo de gelados. Venha confirmar tudo, é meu convidado. Simão.

  2. santarino, onde tiraste o curso ou cursos, por acaso fizeste o 12 ano ou equivalente, ou foi através das novas oportunidades? conta, conta….

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>