Opinião – Férias?

Posted by

DR

Cada um de nós terá datas que, ano após ano, são pretexto para celebrar, recordar ou prospectivar. Há no entanto, ao longo do ano, dois momentos em que todos nós, ou a maioria de nós, fazemos balanços e olhamos para o futuro – o final do ano e o início das “férias grandes”.

Se naquele caso a marca é a que decorre da organização do mundo e das suas organizações, neste estamos perante um condicionalismo que nos ficou dos tempos de escola. E era fácil saber o que estava em causa no início das férias de verão. Traduzia-se na resposta à questão simples de saber se as “férias grandes” eram, ou não, merecidas.
Releva que, em qualquer dos casos, estamos perante momentos que se afirmam no nosso imaginário, individual ou colectivo, como momentos de balanço e de elaboração de planos para o futuro.
Infelizmente para os portugueses, e de há uns anos para cá, a estes momentos não está associada nem esperança, nem boas expectativas, nem, tão pouco, a certeza da manutenção da situação existente.
E se é difícil viver por longos períodos de tempo com balanços, individuais ou colectivos, negativos, é absolutamente impossível viver sem esperança, sem expectativas e sem desígnio.
Preocupantemente é esta a situação actual, agora que chegamos a um tradicional momento de balanço.
E, feito o balanço, não merecemos ir de férias!
E, a irmos de férias, o que pressentimos é que regressaremos com piores expectativas do que quando partimos!
Importa, por isso, que os responsáveis, nacionais e europeus, percebam de vez que não é possível viver assim por muito mais tempo. E se não é possível a cada cidadão, individualmente considerado, ainda o é menos a um povo inteiro.
Situação tanto mais grave quando, como diz Manuel Maria Carrilho, e cito, “A crise que vivemos em Portugal é uma aguda crise das elites” que se revela “no esgotamento do modelo que condicionou as opções políticas da última década (e não só) que resiste e persiste apesar de todas as denúncias, críticas e lamentações.”

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>