Construção de canal secundário ao rio Águeda para evitar cheias pode começar em setembro

Posted by

O presidente da Câmara de Águeda, Gil Nadais (PS), admitiu hoje que a obra de construção de um canal secundário ao rio que atravessa a cidade, para reduzir a probabilidade da ocorrência de cheias, pode começar em setembro.

O projeto da autarquia, que representa um investimento de cerca de 1,2 milhões de euros, prevê a construção de um canal fluvial, na margem esquerda do rio Águeda, junto à baixa da cidade, com cerca de 800 metros de extensão.

A empreitada deve avançar logo que esteja concluído o processo de avaliação de impacte ambiental.

“Prevemos que a obra possa começar durante o mês de setembro, para ver se é possível ter o canal a funcionar antes do inverno”, disse à agência Lusa Gil Nadais.

Apesar da conjuntura difícil que o país atravessa, o presidente da Câmara de Águeda assegurou que há dinheiro para executar a obra.

“A Câmara Municipal tem capacidade financeira para fazer esta obra e estamos convencidos que, depois, os fundos comunitários nos virão apoiar na sua execução”, referiu o autarca.

Nadais realçou ainda que este é um projeto “fundamental” para resolver o problema das cheias na cidade. “Não podemos ver só o valor da obra. Temos de ver também quanto é que ela poupa em termos do erário público em problemas de deslocações com o corte de vias de comunicação e em perdas de bens”, sublinhou.

Segundo o estudo hidrológico elaborado para o projeto, este canal permitirá evitar cheias com período de retorno acima dos 20 anos.

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) do canal secundário do rio Águeda, cuja discussão pública terminou em 24 de julho, refere que a zona baixa da cidade é “frequentemente assolada por inundações que resultam da existência de alguns problemas de capacidade de drenagem pluvial do rio”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>