Câmara de Tondela e FCTUC querem otimizar Termas de Sangemil

Posted by

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) vai estudar a possibilidade de otimizar os recursos naturais das Termas de Sangemil, no concelho de Tondela, no âmbito de um acordo hoje celebrado com a autarquia.

Entre os objetivos do protocolo está a criação de “mecanismos de cooperação que tornem possível a participação conjunta em projetos, estudos baseados em problemas reais e novas abordagens à educação ambiental e ao desenvolvimento local”.

O vice-presidente da autarquia, José António Jesus, disse que, apesar de este ser um protocolo genérico, o objetivo é avançar com ações concretas, a primeiras das quais relacionada com as termas.

Explicou que será feito “um estudo mais completo” sobre as águas das Termas de Sangemil, para ver “que tipo de captações podem potenciar o caudal e levar a que sejam otimizadas as aplicações desses recursos da geotermia”.

Segundo José António Jesus, este é “um estudo estratégico para opções futuras de investimento”, de forma a que as termas possam “agarrar outros domínios de exploração”.

O diretor da FCTUC, Luís Figueiredo Neves, frisou que este recurso natural tem potencial para ter um maior aproveitamento, “não só de volume de exploração, mas também de novas valências relacionadas com este tipo de termalismo”.

Em março, na cerimónia de abertura da época termal, o presidente da autarquia, Carlos Marta, avançou que pretende conseguir fundos do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) para fazer um grande investimento nas Termas de Sangemil, estimado em cerca de quatro milhões de euros e que poderá passar pela construção de um novo balneário.

O protocolo hoje celebrado tem também como objetivos a colaboração, a longo prazo, “no campo da investigação, desenvolvimento, inovação, formação e educação” e potenciar experiências profissionais a recém-formados universitários.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.