Via Verde teve crescimento exponencial com o fim das SCUT

Posted by

A venda de equipamentos de cobrança eletrónica pela Via Verde cresceu 80 por cento em 2011, ultrapassando os três milhões de clientes, o que a Brisa justifica com a introdução de portagens nas antigas SCUT.

Os números constam do relatório da atividade de 2011 da Brisa, detentora de 60 por cento do capital da Via Verde, entregue esta semana à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

“O ano de 2011 foi um período de crescimento significativo para a Via Verde, que ultrapassou os três milhões de clientes”, aponta o documento, que reconhece vendas totais de 36 milhões de euros.

“O processo de cobrança de portagens nas ex-SCUT proporcionou à Via Verde Portugal não apenas um incremento do número de clientes, mas também um aumento exponencial da procura de identificadores”, que se traduziu num crescimento “de 17 por cento no número de clientes e de 80 por cento nas vendas de equipamentos”, acrescenta o relatório.

Estes dispositivos eletrónicos permitem o pagamento eletrónico em 18 Concessões e Subconcessões de autoestradas nacionais, incluindo as antigas SCUT.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*