Quatro concelhos de Portugal continental com risco “muito elevado”

DR

Quatro concelhos de Portugal continental apresentam hoje risco “muito elevado” de incêndio, após um fim de semana com quase meio milhar de ocorrências, informou o Instituto de Meteorologia (IM).

Com risco muito elevado de incêndio, o segundo mais grave de uma escala de cinco, estão os concelhos de Pampilhosa da Serra e Arganil (distrito de Coimbra), Covilhã (Castelo Branco) e Sardoal (Santarém).

Trinta e nove concelhos do país, principalmente no interior, apresentam risco elevado de incêndio.

Desde as 00:00 de hoje, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou 18 incêndios, dois dos quais ainda em curso.

Durante o fim de semana, a mesma fonte contabilizou um total de 493 incêndios. No sábado registaram-se 252 fogos, combatidos por 2.127 elementos, apoiados por 600 veículos, e no domingo foram 241 ocorrências, cujo combate envolveu 2.145 operacionais e 597 viaturas.

O risco de incêndio determinado pelo IM engloba cinco níveis, variando entre “reduzido” e “máximo”.

O seu cálculo é feito com base nos valores, observados às 13:00, da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.

A Protecção Civil ativou o alerta azul de incêndios florestais devido às previsões de tempo seco, com condições favoráveis à propagação de fogos.

Segundo a ANPC, o nível azul, o estado de alerta mais baixo de uma escala de quatro do sistema de operações e socorro prolonga-se até às 20H00 do dia 20 de março.

Face às previsões meteorológicas, a ANPC refere que é proibido fazer queimadas ou fogueiras, lançamento de foguetes e fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circulem.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*