“Modelo da Figueira e de Aveiro devia existir no resto do país”, defende Nogueira Leite

Posted by

Foto de Pedro Cruz

 

António Nogueira Leite falou na noite de terça-feira sobre as comunidades portuárias, no Casino Figueira. Abordou os transportes marítimos, o comércio global e os portos.

 

E falou do Porto: “os nossos gauleses estão todos no Porto”, ironizou. A alusão à “Aldeia de Asterix” surgiu quando falava sobre o modelo de gestão portuária que Portugal deve escolher: um porto/sede a coordenar os restantes ou a atual descentralização.

Se os decisores vierem a optar pela primeira solução, Nogueira Leite aconselha a que a sede fique no Porto, para evitar que os portuenses tentem inviabilizá-la.

O vice-presidente da Caixa Geral de Depósitos e professor universitário elogiou o modelo das comunidades portuárias dos dois portos do Centro (com uma única administração). “O modelo de Aveiro e da Figueira da Foz devia existir no resto do país, porque os portos têm de estar ao serviço da economia”, realçou o conferencista.

Acerca da venda da participação do Estado em empresas portuguesas, Nogueira Leite aconselhou que “não se venda tudo aos mesmos (angolanos e chineses)”. E acrescentou: “já agora, que fique alguma coisa para nós”.

(Mais informação na edição impressa de hoje, 1).

 

One Comment

  1. quaresma says:

    Este nogueira leite é dos tais que sabe tudo !!!! agora comenta sobre o mar!!!!!!!!!! arranjou um tacho na CGD para tratar de assuntos do mar !!!! Quem la esteve no casino ficou com a ideia que nem ele mesmo acredita no que defende !!!!!!!!!!1

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.