Eu deputado: Fecho das unidades não pode pôr em causa os postos de trabalho

Maurício Marques

Lamento o encerramento de algumas unidades de vital importância para a vida económico-social de diversas localidades onde estão inseridas, nomeadamente, o Hospital Psiquiátrico do Lorvão.

Eu próprio, enquanto presidente da Câmara Municipal de Penacova, fui confrontado com essa possibilidade. Mas conseguimos, ao longo do tempo, que esse encerramento não se consumasse.

No entanto, mais tarde, tive conhecimento de que o encerramento do Hospital do Lorvão estava previsto no Programa Nacional de Saúde Mental, do anterior Governo, tendo-se iniciado a transferência de alguns doentes com vista à sua desativação.

Mais tarde, já na vigência do atual Governo, tive o cuidado de procurar sobre o futuro deste hospital tendo sido informado de que teria havido reuniões entre a Administração Regional de Saúde do Centro e os órgãos autárquicos municipais no sentido de se encontrar soluções alternativas às atuais instalações, nomeadamente, com a construção de uma unidade mista de Cuidados Continuados de Saúde Mental.

Manifestei, contudo, a preocupação pelos postos de trabalho de pessoas que eventualmente poderiam ficar disponíveis. Foi-me garantido pela Administração Regional de Saúde do Centro e pelo presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra que nenhum posto de trabalho do Hospital do Lorvão estaria em causa.

Os mesmos responsáveis garantiram que, para além de nenhum posto de trabalho estar em causa, seria assegurado também o transporte para todos os funcionários que necessitassem.

One Comment

  1. É mto triste dar rebuçados a pessoas adultas para minimizar as suas futuras despesas e as tentarem calar da sua insatisfaçao. Foi sem duvida num passado recente o trajecto diario coimbra/lorvao e vice versa efectuado para transporte dos funcionarios, mas estamos em crise!… e no sec.21, e todos os funcionarios irao para o mesmo local de trabalho? duvido, entao havera motoristas particulares, será?… e asssim vao governando…………

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*