Diretora de unidade de saúde demitiu o marido que tinha nomeado 24 horas antes

A administradora da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda demitiu o marido hoje, 09 de março, das funções de auditor interno desta unidade de saúde, em nome da “transparência”.

Ana Manso emitiu na quinta-feira uma circular interna a dar conhecimento da nomeação do administrado hospitalar Francisco Pires Manso para as funções de auditor interno da ULS/Guarda, por despacho do conselho de administração datado do dia anterior.

O caso motivou fortes críticas dos partidos da oposição, com o deputado socialista António Serrano a considerar a nomeação do marido de Ana Manso “um verdadeiro escândalo, que deve ser corrigido o mais rapidamente possível”.

“O PS ficou estupefacto quando teve conhecimento da nomeação”, por demonstrar “um favoritismo claro familiar”, disse à agência Lusa o deputado António Serrano, coordenador do grupo parlamentar do PS para as questões de saúde.

Assim, Ana Manso decidiu voltar atrás na nomeação do marido “para assegurar todos os critérios de transparência que se exige às instituições e aos dirigentes de cargos públicos”, conforme terá adiantado ao ministro da Saúde, com quem esteve reunida.

 

4 Comments

  1. antonio r monteiro says:

    como querem que em portugal tudo ande bem esta esperta pensa que o serviço de saude é tudo dela e porque nao os filhos e os netos irmaos e sobrinhos

  2. joao.nogueira pinto says:

    Concordo totalmente com a nomeação do fidelíssimo esposo. Mas a Exma Senhora tem de ser mais audaz. Todos sabemos que o seu sapientíssimo cão e o seu douto gato reúnem todas as condições para o exercício de altíssimas funções. A Exma Senhora deve nomeá-los, no mais curto prazo de tempo. Desta forma, contribuirá para honra e glória da função que tão nobre e sabiamente exerce. Os Portugueses ficarão eternamente gratos.

  3. Conheço bem o ministro e sei que ele não vai engolir este sapo. Espero que o PPD/PSD, de uma vez para sempre, se demarque das habilidades desta senhora.
    PCB

  4. Contribuinte Liquido says:

    Enquanto essa gente toda (politicos) não for presa ou fuzilada, é fartar vilanagem…
    Vergonha ?!
    Isso é para pessoas sérias!!!
    Enquanto existirem uns tostões neste país, emprestados pela troika, ou sofridos pelo contribuinte liquido (que qual burro não aguenta tanta carga – 1 carrega com 10 politicoas e malandors às costas), lá estarão esses "democratas-republicanos" a aproveitar-se!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*