O regresso dos Mutts

 

João Miguel Lameiras

http://porumpunhadodeimagens.blogspot.com/

A Devir não podia arranjar melhor maneira de começar o ano de 2012, do que com “Os Nossos Mutts”, 5º volume da popular série de Patrick McDonnell, que a Devir tem vindo a editar de forma não tão regular como os seus leitores gostariam.

Digno sucessor de “Calvin & Hobbes e uma das mais populares e premiadas séries da actualidade, “Mutts” parte de uma receita de sucesso que prima pela simplicidade, consistindo na narração de uma forma divertida e poética, do dia à dia de Earl e Mooch, um cão e um gato vizinhos e que desenvolvem uma bela amizade, feita de pequenos prazeres. Revelando o amor do seu autor pelos animais, “Mutts” tem a beleza das coisas simples, feita de um humor ternurento que nos aquece o coração.

Herdeiro de uma vasta tradição de comic-strips, Patrick McDonnel é também um especialista na obra de George Herriman , o autor de “Krazy Kat” cuja influência está patente em “Mutts”, até na maneira de falar de Mooch, o que não tira qualquer originalidade a esta bela série. Nas tiras reunidas neste livro, correspondentes ao ano de 2000 (pois, o atraso com que a série sai em Portugal é de mais de 10 anos…), além da ida de Earl ao veterinário, o grande destaque vai para as “histórias do abrigo”, uma série de tiras quase de serviço público em que McDonnell alerta os seus leitores para os muitos animais abandonados que estão nos canis à espera de adopção.

Mais um volume imperdível, sobretudo para quem gosta de animais, só sendo pena que as páginas dominicais não sejam publicadas a cores, pois o trabalho espectacular de McDonnell nessas páginas, em que explora os vastos recursos do seu traço em divertidas homenagens a momentos marcantes da História da Arte, merecia poder ser devidamente apreciado pelos leitores.

(Mutts 5: Os nossos Mutts”, de Patrick McDonnell, Devir,128 pags, 12,99 €)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*