Adiada abertura da Unidade de Cuidados Continuados de Mangualde

Posted by

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, Fernando Almeida, lamentou que a entrada em funcionamento da Unidade de Cuidados Continuados Integrados de Longa Duração prevista para hoje (segunda-feira) não se tenha concretizado.

Segundo Fernando Almeida, desde há uma semana que estava prevista para hoje “a abertura operacional da Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) de Longa Duração, com a sua integração na Rede Nacional de Cuidados Continuados”, uma garantia que tinha sido dada pela Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) “e divulgada até a outras entidades”.

No entanto, cerca das 16H00 de sábado, a ARSC comunicou à Santa Casa da Misericórdia de Mangualde que a “abertura estava ainda comprometida, alegadamente, por ainda não estarem despachadas as verbas destinadas à sustentação do referido funcionamento”, contou.

Instalada no antigo hospital de Mangualde, a UCCI representa um investimento de 2,7 milhões de euros e terá 38 camas de longa duração, criando 45 postos de trabalho diretos.

As obras já ficaram concluídas a 05 de dezembro, tendo a Misericórdia apelado à celeridade da sua entrada em funcionamento.

“Assim sendo, não resta senão à Santa Casa da Misericórdia de Mangualde entrar novamente em situação de espera”, lamentou o provedor, realçando que esta situação impossibilita a unidade de receber os doentes idosos que estão à espera no hospital, nos domicílios ou outras proveniências.

Por outro lado, esta situação “continua a tornar inaproveitáveis os custos de manutenção diária estrutural, para além de adiar as expectativas de emprego dos prometidos colaboradores”, acrescentou, fazendo votos para que “seja em breve resolvida”.

Contactada pela agência Lusa, fonte da ARSC informou que, “à data de hoje, ainda não se encontravam devidamente reunidos os pressupostos legais” para a abertura da Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde.

No entanto, acrescentou que a abertura “deverá acontecer a curto prazo”.

5 Comments

  1. Câmara é do PS, a obra foi lançada pelo PS, isto é tudo jogadas politicas, tristes aqueles que dependem de alguma coisa deste pais, quando os jogos politicos se sobrepõem ao bem estar das pessoas. Triste Portugal

  2. Jose Henriques says:

    Se o problema para a não abertura da UCCLD da Misericórdia de Mangualde, são "jogadas" politicas entre PS e PSD, no sentido de descobrir qual o “corta fitas” que vai á cerimónia de abertura. Deixo uma sugestão: Filiem como simpatizantes do PSD os potenciais utentes da unidade, de seguida juntem estas fichas de filiação às de admissão de doente, enviem tudo para o Sr. Presidente da ARSC (militante do PSD). Talvez assim os Srs. Presidentes da ARSC e da Segurança Social Centro, façam todas as “jogadas” necessárias para que os idosos em lista de espera usufruam do equipamento já construído no tempo do PS. Neste compasso de espera, desejo que a Santa Casa de Mangualde, tenha Misericórdia dos que mais necessitam de cuidados continuados…

  3. Jose Henriques says:

    Para que a politica não mate este País, é urgente criar uma Unidade de Cuidados Continuados de Longa Duração para pseudo-politicos, com tratamentos de muita exigência profissional, ética e cultural, numa base de “Faz bem não olhes a quem”.

  4. é mais uma prova da vergonhosa obra que se fez. prova que este pais so vive de conhecimentos, cunhas e protagonismo. a confusão nesta e noutras unidades começa logo na estrutura e estende-se ao recrutamnento de pessoal, deveras duvidoso… é o Portugal da cunha…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*