Qual é o teu valor de mercado?

Francisco Queirós

“Qual é o teu valor de mercado, mãe? Desculpa escrever-te uma pequena carta, mas estou tão confuso que pensei que escrevendo me explicava melhor.

Vi ontem na televisão um senhor de cabelos brancos, julgo que se chama Catroga, a explicar que vai ter um ordenado de 639 mil euros por ano na EDP, aquela empresa que dava muito dinheiro ao Estado e que o governo ofereceu aos chineses.

Pus-me a fazer contas e percebi que o senhor vai ganhar 1750 euros por dia. E depois ouvi o que ele disse na televisão. Vai ganhar muito dinheiro porque tem o seu valor de mercado, tal como o Cristiano Ronaldo. Foi então que fiquei a pensar. Qual é o teu valor de mercado, mãe?

Tu acordas todos os dias por volta das seis e meia da manhã, antes de saíres de casa ainda preparas os nossos almoços, passas a ferro, arrumas a casa, depois sais para o trabalho e demoras uma hora em transportes, entra e sai do comboio, entra e sai do autocarro, por fim lá chegas e trabalhas 8 horas, com mais meia hora agora, já é noite quando regressas a casa e fazes o jantar, arrumas a casa e ainda fazes mil e uma coisas até te deitares quando já eu estou há muito tempo a dormir.

O teu ordenado mensal, contaste-me tu, é pouco mais de metade do que aquele senhor de cabelos brancos ganha num só dia. Afinal mãe qual é o teu valor de mercado? E qual é o valor de mercado do avozinho? Começou a trabalhar com catorze anos, trabalhou quase sessenta anos e tem uma reforma de quinhentos euros, muito boa, diz ele, se comparada com a da maioria dos portugueses. Qual é o valor de mercado do avô, mãe? E qual é o valor de mercado desses portugueses todos que ainda recebem menos que o avô? Qual é o valor de mercado da vizinha do andar de cima que trabalha numa empresa de limpezas?

Ontem à tardinha ela estava a conversar com a vizinha do terceiro esquerdo e dizia que tem dias de trabalhar catorze horas, que não almoça por falta de tempo, que costumava comer um iogurte no autocarro mas que desde que o motorista lhe disse que era proibido comer nos transportes públicos se habituou a deixar de almoçar. Hábitos!

Qual é o valor de mercado da vizinha, mãe? E a minha prima Ana que depois de ter feito o mestrado trabalha naquilo dos telefones, o “call center”, enquanto vai preparando o doutoramento? Ela deve ter um enorme valor de mercado! E o senhor Luís da mercearia que abre a loja muito cedo e está lá o dia todo até ser bem de noite, trabalha aos fins de semana e diz ele que paga mais impostos que os bancos?

Que enorme valor de mercado deve ter! O primo Zé que está desempregado, depois da empresa onde trabalhava há muitos anos ter encerrado, deve ter um valor de mercado enorme! Só não percebo como é que com tanto valor de mercado vocês todos trabalham tanto e recebem tão pouco! Também não entendo lá muito bem – mas é normal, sou criança – o que é isso do valor de mercado que dá milhões ao senhor de cabelos brancos e dá miséria, muito trabalho e sofrimento a quase todas as pessoas que eu conheço!

Foi por isso que te escrevi, mãe. Assim, a pôr as letrinhas num papel, pensava eu que me entendia melhor, mas até agora ainda estou cheio de dúvidas. Afinal, mãe, qual o teu valor de mercado? E o meu?”

76 Comments

  1. Aida Melo says:

    Criticamos, indignamo-nos e fazemos bem. Mas ainda não passamos disto.
    Os homens que têm governado o país desde 1974 enriquecem à custa do nosso trabalho e servem os interesses estrangeiros. Nós ficamos a vê-los roubar a nossa liberdade, a nossa dignidade, a nossa vida… impávidos e serenos.
    Acorda povo que dormes e exige aquilo a que tens direito!

  2. Maria Menezes says:

    Há aqui gente que não sabe, ou finge que não sabe, que o PCP não é igual aos outros partidos e que os militantes do PCP não podem ser beneficiados nem prejudicados pelo exercício da coisa pública. Ex: Eu já fui presidente de 1 J.F. de Lx. nos anos 80. Não havia na altura Presidentes de Junta a tempo inteiro, mas recebia creio, que 40 a tal escudos. Este valor entregava-o à AECOD- Assoc.dos Eleitos Comunistas e Outros Democratas. Está na Freguesia 1 Parque Infantil feito c/este dinheiro, na altura era Presd. da Câmara o Engº Abecassis, que não fazia o referido Parque tão necessário. Por este facto o meu IRS foi onerado. Na mensalidade seguinte retirei o valor que tinha prejudicada.
    Viva o PCP! Viva a Verdadeira Democracia! Viva o Socialismo!

  3. pedro cansado says:

    Que futuro para este país tão desequilibrado ? Afinal o valor de mercado do sr Catroga resulta dos pareceres
    que foi dando pró-governo. As prescrições são resultado das enormes beneces fiscais dadas aos magistrados.
    O que produz esta gente? Este povo ordeiro e submisso merece-os?
    Quando pequeno indignava-me quando ouvia os crescidos dizerem 'terem vergonha de serem portugueses" ! Agora
    sou eu a manifestá-lo, neste país absolutamente de pernas para o ar. Quem produz e sustenta os sistemas tem
    o pior sistema social. SAMS, ADSE, EDP, etc, etc, todos largamente beneficiados porque….. o país é muito desigual
    SIGA PARA BINGO!!!!!!!!!!

  4. pedradis says:

    Caro Leitores,

    Pergunta a todos vós:

    P: Sabem, qual o meu valor de mercado?

    R: O meu valor de mercado, é…. Pois está claro, os mais importantes desta vida!!…
    Em primeiro lugar é estar vivo!!. Ainda!!.
    Em segundo lugar é ter saúde!!.

    Não sou pessoa invejosa, de ver as outras pessoas de terem tudo!.
    Felizmente, tenho trabalho, uma casa, uma Grande Mulher!. Dá, por enquanto sobreviver mais alguns anos!!.
    Trabalho, com respeito, dignidade e humildade!!.
    Para quê, ter tanto dinheiro ou ganhar muito!!. Quando nós morremos, fica cá tudo! Aí, aparece os tais "abutres"!!…
    Essas pessoas que ganham muito, têm "sorte ao dinheiro, mas, azar ao amor"!! Lá dizia o ditado popular!!
    Abraços

  5. Okay this YouTube video is much enhanced than last one, this one has pleasant picture feature as well as audio. cgdbgbgeeefk

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*