Presidente da câmara de Pampilhosa da Serra critica “apagão tecnológico e digital”

Posted by

Foto Gonçalo Manuel Martins

O presidente da Câmara de Pampilhosa da Serra, José Brito, disse que o concelho vai sofrer “um apagão analógico e um apagão digital” causados pela deficiente cobertura da Televisão Digital Terrestre (TDT).

“Em finais de abril, vai passar-se algo que eu considero uma enorme falta de consideração por este concelho e pelo interior”, declarou José Brito à agência Lusa.

O autarca do PSD disse que “apenas 20 da população” recebe o sinal da TDT por via terrestre, o que é refutado pela Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM).

Segundo a ANACOM, Pampilhosa da Serra “tem uma cobertura de televisão digital por via terrestre de 31 por cento”.

A assessora da ANACOM, Ilda Matos, sublinhou à Lusa que “cerca de um terço da população receberá o sinal por via terrestre” neste concelho do distrito de Coimbra, que tem 4.800 habitantes e 109 povoações.

O município “tem feito um esforço enorme para chegar a entendimento com a PT e a ANACOM, para vermos a melhor solução do problema”, revelou José Brito.

“Tem havido abertura para reunir, mas as reuniões não passam de operações charme, não se chega a conclusão nenhuma”, lamentou.

O autarca disse que “a PT não está interessada em resolver” o problema.

“Eles estão interessados em vender a televisão paga e têm tido uma ação muito agressiva junto das pessoas do meu concelho. O negócio deles é este neste momento”, criticou.

Neste concelho montanhoso do interior, “a população é maioritariamente idosa e a televisão é por vezes a única companhia”.

“Muitos destes idosos vivem com reformas muito baixas, alguns com pouco mais de 200 euros por mês”, afirmou.

Para José Brito, “não é justo pedir-lhes 140 euros para terem aquilo que já tinham de forma gratuita”, num concelho “que já tem dificuldades nas acessibilidades” rodoviárias.

“Era fácil resolver aquilo”, instalando “retransmissores de sinal digital” em substituição dos atuais de sinal analógico, defendeu. A Câmara já quis colaborar, mas “a resposta foi ‘não’ e ‘não’”.

A PT, através da assessora Margarida Morais, escusou-se a comentar a as declarações de José Brito.

3 Comments

  1. É vergonhoso o que se está passar a este nível em todo o interior do pais. Precisamente as zonas mais sensíveis e mais desprotegidas, onde o isolamento e a solidão dos nossos idosos são cada vez mais acentuados. E pior que isso, é o aproveitamento de situações destas para oportunidades de negócio e exploração, mais uma vez dos mais desfavorecidos e dos que menos podem.
    Parece que estamos a ser sobrevoados por abutres, prontinhos para se saciar nas carnes moribundas…

  2. Não só no interior, moro em torres vedras a 20 mn de lisboa bem no litoral, e existem zona neste concelho, o maior do distrito de lisboa onde se tem excelente cobertura de sinal analogico e em relação ao digital o sinal é instavel, com cortes, mais sensivel a condições atmosfericas bem como a interferencias externas. tudo isto porque as potencias que estao a ser irradiadas pela PT sao ridiculas, para dificultar a recepção, para ke possam vender o seu produto MEO

  3. Luis Filipe says:

    E mesmo aqui em Sacavém junto a Lisboa não existe sinal nenhum de TDT,

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*