Paulo Macedo garante centro de transplantes hepáticos pediátricos até final de março

Paulo Macedo

O ministro da Saúde lamentou a morte da bebé portuguesa que fez um transplante de fígado em Espanha e garantiu que há condições para reativar até ao fim de março o programa de transplantes hepáticos pediátricos.

A bebé portuguesa que no final de dezembro foi submetida a um transplante de fígado em Espanha morreu hoje no hospital de La Paz, em Madrid.

“Soube agora que a bebé faleceu com complicações pulmonares. Lamentamos e salientamos o acompanhamento que teve designadamente através do hospital de Coimbra e do próprio consultado que acompanhou esta questão de perto”, disse Paulo Macedo à margem de uma visita a um laboratório farmacêutico.

Portugal passou a encaminhar para Espanha, designadamente para o Hospital de La Paz, em Madrid, com o qual firmou um protocolo, crianças com necessidade de transplante de fígado, desde que deixou de ter disponível, em Coimbra, o único cirurgião habilitado para o fazer.

Questionado sobre a reativação dos centros de transplante hepáticos pediátricos, o ministro da Saúde disse que existem “todas as condições para respeitar” os prazos avançados.

Em dezembro, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde disse à Lusa que Portugal pretendia reativar até ao fim de março o programa de transplantes hepáticos pediátricos, suspenso por falta de médicos especialistas, obrigando o país a recorrer a Espanha.

Fernando Leal da Costa referiu que o Governo propõe-se a reativar o programa de transplantes de fígado em crianças, depois de reunidos “os meios adequados para os fazer com segurança” e formada uma equipa de profissionais.

O ministro da Saúde garantiu que o calendário vai ser mantido e que já foram entregues três propostas que estão a ser analisadas, uma delas de Coimbra.

“Coimbra diz que consegue por a funcionar em menos de dois meses. Um centro conseguiremos. Estamos a avaliar ainda o segundo. A decisão será em breve”, frisou Paulo Macedo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*