Lídio Lopes defende coligação pré-eleitoral entre o PSD e os 100% (com som)

Posted by

Por que é que não se candidata ao terceiro mandato?

Por ter a lucidez que se deve, no próximo projeto do partido, a nível local, apresentar uma nova solução.

Miguel Almeida tem possibilidades de ganhar a Concelhia do PSD?

Está bem posicionado, porque tem exercido, como vereador da oposição, um papel com notoriedade pública que também agrada ao partido. Os militantes reconhecem que está nas melhores condições para poder ser candidato e o próximo líder da concelhia. Como militante de base, vou apoiar Miguel Almeida.

Manuel Domingues e Mário Esteves são bons candidatos?

Essa é uma avaliação que cabe aos próprios fazer. Em última análise, a escolha é dos militantes.

Que papel político poderá Rosário Águas vir a desempenhar na Figueira da Foz?

Rosário Águas é um quadro que o PSD da Figueira da Foz não pode dispensar, pela sua experiência autárquica, governativa a e parlamentar, tendo obtido louvor pela competência e dedicação. É uma pessoa que reúne as condições (para ser candidata à câmara).

Quem é que deve ser o candidato à câmara, Rosário Águas ou Miguel Almeida?

Posso falar do perfil, mas jamais me ouvirá falar de nomes. Terá de ser alguém que venha refrescar a imagem que as pessoas têm da política. Não deve ser alguém que esteja na primeira linha (nos últimos quatro, cinco anos) e na imagem dos figueirenses. Deverá ser uma pessoa que conheça o concelho e que o concelho a conheça minimamente por boas razões. Ou seja, pelo trabalho executado no âmbito das suas funções políticas e profissionais e na vida social local.

Foi o Movimento Figueira 100% que retirou a vitória ao PSD, nas últimas autárquicas?

Sim. O motivo e a motivação do movimento foi a discordância com o candidato do PSD. Não havendo, hoje, essa questão e havendo o denominador comum da preocupação sobre a gestão da câmara, não vejo razões para que não haja uma candidatura que reúna esse universo do PSD, para ganhar a câmara. Penso que o entendimento (pré-eleitoral) é irremediável, se se pretender subscrever o conceito da defesa da Figueira da Foz.

Esta entrevista pode ser ouvida na íntegra no programa “Clube Privado” da Foz do Mondego Rádio (99.1FM), às 19H00 de sexta e de sábado e às 22H00 de domingo, e aqui em www.asbeiras.pt.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*