Infarmed regista ruturas de seis implantes PIP em quatro mulheres

Posted by

A autoridade que regula o setor do medicamento (Infarmed) registou ruturas de seis implantes mamários em quatro mulheres, duas das quais ocorreram antes de 2010, altura em que o produto foi retirado do mercado.

De acordo com o Infarmed, as notificações dos seis incidentes (ruturas), envolvendo quatro mulheres, ocorreram desde o início do mês. Apesar disso, “os incidentes relativos a duas destas próteses ocorreram antes da retirada do produto em 2010”, adianta o instituto.

O Infarmed assegura que continua “a seguir os casos reportados e os procedimentos adotados a nível nacional e internacional”. Esta sexta-feira (13), em declarações à Lusa, o diretor-geral de Saúde revelou que há mulheres portuguesas que têm “de ser sujeitas à remoção dos implantes” da marca PIP por apresentarem complicações que são um risco.

Francisco George disse que a DGS tem conhecimento de “casos concretos de mulheres que vão ter de retirar os implantes” da marca francesa PIP (Poly Implant Prothèse) que contêm um gel que não foi licenciado para este efeito. Sobre as medidas adotadas por Portugal, o diretor-geral de Saúde disse que estão muito próximas das adotadas por outros países europeus.

“Nós vamos remover no contexto do Serviço Nacional de Saúde os implantes que tenham complicações por decisão médica, mas só os substituiremos por outras próteses em duas situações: quando colocados no SNS e sempre que a razão do implante seja devida à ablação da mama por doença maligna e na perspetiva da construção”. Francisco George sublinhou que não haverá substituição “por razões estéticas”.

3 Comments

  1. Assinem e divulguem a petição pública pela responsabilização no caso das próteses PIP!!

    http://www.peticaopublica.com/?pi=PurpBut

    Quantas mais pessoas apoiarem esta causa mais hipóteses temos de conseguir que haja uma responsabilização por esta situação.

    Se quiserem deixar o vosso contacto ou pedir mais informação, enviem e-mail para o endereço: protesespip@gmail.com

    Juntas vamos conseguir!!
    Boa sorte a todas

  2. Carla Parente says:

    Alguém tem que se responsabilisar por esta situação! Tenho proteses pip com rutura,e agora que é que vai assumir responsabilidade? O Infarmed que autorizou a comercialização do produto em Portugal? A clinica a quem eu paguei por um serviço que incluí a venda do produto? ou o cirurgião que foi ele que escolheu a marca? Ninguém e sabem porquê? porque vivemos em Portugal!
    Eu sou a unica lesada porque vou ter que pagar novamente e submeter-me a nova cirurgia e principalmente sem grantias que isto não volte a acontecer.

  3. ceumarinho says:

    Ola sou maria do ceu marinho , tambem vou deixar o meu testemunho, so uma doente honcologica tive q tirar a mama e foi me colocada uma pip a´ 4 anos quando descobri q tinha uma pip entrei em panico , mas o meu problema ja ta resolvido fui operada no hospital pedro hispano em matosinhos correu bem , mas gostaria de ver os responsaveis serem penalisados por tudo o sofrimento q me causaram tanto fisica como psicologicamente . Porque todas juntas vamos provar q nao somos cobaias ,juntas vamos conseguir Boa sorte

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*