Cruzeiro encalhado não fez vítimas graves entre os Portugueses

Foto DR

 

Um casal de portugueses residentes na Suíça sofreu ferimentos ligeiros no acidente de sexta-feira à noite com um navio de cruzeiro em Itália, disse à Lusa fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

 

De acordo com a mesma fonte, não há informação de qualquer vítima mortal portuguesa e a embaixada de Portugal em Roma tem estado a acompanhar a situação desde manhã.

 

Até ao momento, já foram recuperados três corpos do mar e 69 pessoas continuam desaparecidas depois de o cruzeiro Costa Concórdia ter encalhado junto da pequena ilha de Giglio na costa da Toscânia, na noite de sexta-feira.

 

A bordo do Costa Concordia seguiam 4.231 pessoas, incluindo passageiros e tripulação.

 

“Cerca das 20:00 (19:00 em Lisboa), o Costa Concordia, com 290 metros de comprimento, começou a tombar sobre a água e inclinou-se cerca de 20 graus”, informou a guarda-costeira.

 

Alguns dos passageiros, citados pela ANSA, referiram “cenas dignas do Titanic” a bordo, após a ordem de evacuação do navio, que causou disputas entre as pessoas, choros e gritos, com alguns dos passageiros que tentavam entrar nos botes salva-vidas a caírem para o mar.

 

Em comunicado, citado pela agência AFP, o armador do navio precisou que a bordo seguiam 3.200 passageiros, entre italianos, alemães e franceses, e que a embarcação partiu de Savona para um cruzeiro no Mediterrâneo, com escalas previstas em Civitavecchia, Palermo, Cagliari, Palma de Maiorca, Barcelona e Marselha.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*