Investigadores de Coimbra estudam administração oral de insulina

Posted by

Para que a administração oral de insulina possa vir a ser uma realidade terapêutica para a diabetes, a comunidade científica tem dois grandes desafios: garantir a proteção da insulina em ambiente gastrintestinal e conseguir que atravesse o epitélio intestinal (barreira teoricamente impermeável à passagem de moléculas como a insulina).

Uma tecnologia farmacêutica desenvolvida por uma equipa internacional de investigadores, coordenada pelos portugueses António Ribeiro e Francisco Veiga, da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (UC), já garantiu a proteção em ambiente gástrico e uma passagem de insulina através do epitélio intestinal de ratos acima de 30 por cento, um nível de biodisponibilidade sem precedentes.

Passo de gigante para o transporte de insulina, o investigador da UC adverte que terão de ser feitos “novos estudos, para mostrar quais foram os mecanismos que permitiram aquela passagem”.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Edmilson Batista says:

    gostaria de ter maior informaçao sobre este tipo de insulina e se ja esta sendo usada no mescado e se ja esta sendo importado para o brasil e qual seria o valor de mercado sou diabetico e gostaria de vazer uso deste medicamento claro se nao for muito caro obrigado e qualquer informacao ficarei muito agradecido

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*