Incidência de cancro da pele em Portugal preocupante face à média europeia

Arquivo - Gonçalo Manuel Martins

A incidência do cancro da pele em Portugal continua a ser preocupante face à média europeia, disse esta sexta-feira (16) o presidente da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV).

“Registamos 1000 melanomas por ano [o cancro da pele com o pior prognóstico], o que é muito, relativamente à nossa população e aos números europeus”, explicou Américo Figueiredo, no dia em que os dermatologistas portugueses iniciaram em Fátima um encontro de dois dias centrados na discussão em torno da cirurgia dermatológica.

O presidente da SPDV admite que os portugueses estão cada vez mais sensibilizados para a prevenção, mas alerta que continua a ser insuficiente, alertando para o facto dos diagnósticos tardios serem fatais para o paciente e para o erário público, com implicações no Serviço Nacional de Saúde.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*