Greve dos trabalhadores do Porto de Aveiro terá efeitos no dia 26

DR

Os estivadores do Porto de Aveiro estão a cumprir hoje (dia 24) o primeiro dia de uma greve por tempo indeterminado cujos efeitos deverão ser sentidos “especialmente a partir de segunda-feira”, disse um dirigente sindical à agência Lusa.

Orlando Miguel, delegado sindical e membro do conselho fiscal do Sindicato dos Trabalhadores do Porto de Aveiro (STPA), disse que “não há nenhum estivador” ao serviço desde as 00H00, o que representa uma “adesão total” à greve.

No entanto, explicou, “habitualmente quase não se trabalha ao fim de semana”, prevendo-se que a paralisação venha a ter maior repercussão de segunda-feira em diante.

O pré-aviso de greve por tempo indeterminado entregue pelo STPA abrange cerca de 70 trabalhadores do Porto de Aveiro.

“A greve vai prosseguir até haver algum diálogo” da administração do Porto com a direção do Sindicato, presidida por Eduardo Marques.

Através da greve, os trabalhadores manifestam-se contra a presença nas instalações portuárias de trabalhadores “alheios ao setor”, numa altura em que foi pedida a insolvência da empresa de trabalho portuário (ETP).

“Pretendemos que o administrador explique por que temos trabalhadores não portuários dentro do Porto de Aveiro”, reiterou Orlando Miguel.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*