Casa de Coimbra da Acreditar ainda precisa de financiar 19 quartos para 2012

Posted by

Foto Carlos Jorge Monteiro

Desde que, em fevereiro de 2010, começou a receber as crianças em tratamento oncológico, sua primeira e única prioridade, a Casa da Acreditar de Coimbra já apoiou 110 famílias chegadas de todo o país, ilhas incluídas, de Angola e de Cabo Verde. Estas 110 famílias fizeram um total de 430 inscrições, o que significa uma estada e alguns regressos para quase todas.

Declarados assim, os números dizem muito pouco. Mas se pensarmos que cada um destes números significa uma criança, uma família, em vários momentos dos mais dramáticos das suas vidas, conseguimos perceber a diferença que é possível fazer dando um pouco de si, seja de que forma for, para minimizar o sofrimento e as dificuldades, muitas vezes desmesurados, de todas elas.

Cada um dos 20 quartos “custa” 9.200 euros/ano

Foi para isso que a Casa da Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro – de Coimbra nasceu e abriu portas há pouco mais de um ano. E é esse o propósito que quer continuar a cumprir com a ajuda de todos.

E ajuda é, de facto, a palavrachave em toda esta cadeia de solidariedade: cada um dos 20 quartos terá um custo de 9.200 euros no próximo ano. Para já, a Acreditar tem apenas garantido o financiamento de um desses quartos. Para os restantes é necessário a contribuição de todos, das empresas aos particulares, que podem fazer os seus donativos contactando diretamente (www.acreditar.org.pt) ou através do NIB 003300000528107684745.

Mas também podem participar nas iniciativas solidárias, como aquela que hoje o DIÁRIO AS BEIRAS organiza.

Para lá do financiamento, a Casa da Acreditar, confia a coordenadora Paula Andrade, necessita ainda, sobretudo, alguns bens destinados ao tempo de lazer dos jovens adolescentes que acolhe: cd’s, dvd’s, jogos de computador e playstation, bijuteria e produtos de beleza e maquilhagem para as meninas. E dar não dói, mas diminui o sofrimento.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*