Sindicato critica dispensa de enfermeiros no Hospital Amato Lusitano

DR

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) manifestou a sua preocupação pela não renovação do contrato de 15 profissionais no Hospital Amato Lusitano, da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco.

Em comunicado, o SEP explica que estes enfermeiros “exercem funções através de empresa, alguns dos quais desde 2008, da qual já começaram a receber carta de não renovação de contrato”.

O sindicato lembra que um despacho conjunto das Finanças e da Saúde determina que “as novas contratações e/ou a renovação das existentes terá de ser fundamentada e submetida a autorização. Contudo, a fundamentação exaustiva e o percurso até ao Ministério da Saúde, passando obrigatoriamente pela Administração Regional do Centro, não se coadunam com os termos dos contratos, a 31 de dezembro”.

O sindicato afirma que, ao contrário do que foi anunciado, a passagem dos hospitais a entidades públicas empresariais (EPE) “não permitiu uma melhor gestão e aproveitamento dos recursos”, sendo que “a maior parte deles está em falência técnica”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*