Pneus da viatura da PSP vão continuar por substituir

FOTO DR

A viatura da Brigada de Acidentes da Divisão de Trânsito da PSP da Figueira da Foz que está parada porque os novos pneus ainda não chegaram para substituir os velhos, vai continuar sem funcionar. “Informamos que atualmente, os procedimentos para aquisição de material têm regras legislativas muito específicas em ordem à sua concretização”, diz Fábio Castro.

“Em agosto deu-se início a este processo de aquisição, sendo que quando foi concedida autorização para a correspondente despesa, verificou-se que a empresa a quem havíamos solicitado o orçamento havia encerrado”, explica o chefe do Núcleo de Protocolo, Marketing e Assessoria Técnica, da Diretoria Nacional da PSP, que havia sido contactado recentemente pelo DIÁRIO AS BEIRAS, através de um pedido de esclarecimento sobre a situação da viatura.

Versão completa na edição impressa de 16 de novembro do DIÁRIO AS BEIRAS

4 Comments

  1. CRISTINA HENRIQUES says:

    Se fosse um veiculo da chefia da PSP…. haveria falta de verba para quatro peneus?

  2. que palhaçada

  3. Jose Henriques says:

    O Chefe do Núcleo de Marketing da GNR disse que: "actualmente, os procedimentos para aquisição de material têm regras legislativas muito específicas em ordem à sua concretização".
    Ou seja; a GNR faz a aquisição de um jogo de pneus, de cada vez que a "legislação especifica" permite e para cada viatura que necessita! Será que a tal legislação também serve para a compra de parafusos? Cada parafuso sua especificidade! Como as viaturas da GNR da Brigada de Transito, circulam muito á procura de atingir os objectivos na "caça" aos incautos que circulam nas estradas e auto estradas em excessos de velocidade ou de álcool, como fazem com os pneus dessas viaturas? Já haverá alguma parada pelos mesmos motivos? Será porque atingem os objectivos têm pneus sem legislação especifica? Quanto a mim isto não passa de Marketing, para projectar alguém que quer dar nas vistas. Nas vistas dão algumas das viaturas da PSP de Coimbra, que se arrastam pela cidade e que nunca ninguém falou nelas, nem tão pouco da quantidade para as necessidades que têm em assegurar um serviço de vigilância cada vez mais exigente e que todos reclamam.

  4. Jose Henriques says:

    O chefe do Núcleo de Marketing da PSP é que disse… não o da GNR.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*