GNR nos caminhos de Portugal 24 horas por dia

Posted by

Foto Carlos Jorge Monteiro

São 07H00 e a manhã neste dia chuvoso e frio ainda está escura. Na avenida Dias da Silva, junto ao Comando da GNR, contam-se pelos dedos de uma mão os carros que por ali passam àquela hora. O sossego impera e o silêncio só é afetado pela chuva e o vento.

No veículo do Destacamento de Trânsito da GNR, onde segue viagem a reportagem do DIÁRIO AS BEIRAS, vão os guardas Júlio Antunes e Carlos Costa.

O destino deste turno de seis horas é o IP3. Um itinerário principal onde há elevado fluxo de trânsito – que cresce às segundas e sextas-feiras – e onde, habitualmente, há muitos acidentes.

Chegados ao IP3 verificamos o que nos tinha sido dito anteriormente: o principal problema do trânsito naquela manhã é no sentido Viseu – Coimbra e na zona das obras na localidade do Cunhedo. Aí a fila começa a ser longa, com condutores de ligeiros e pesados a fazerem contas aos minutos que ali vão estar.

Texto completo na edição impressa do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*