A diabetes é uma doença silenciosa que mata aos poucos

Posted by

Foto de Luís Carregã

Hoje, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, a equipa do Serviço de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo fala de uma pandemia que mata uma pessoa a cada sete segundos e divulga o trabalho desenvolvido nestes últimos anos na prevenção e tratamento da doença. O DIÁRIO AS BEIRAS conversou com Manuela Carvalheiro, diretora do serviço, que alerta para a necessária mudança de hábitos.

Porquê o Dia Mundial da Diabetes?

O Dia Mundial da Diabetes procura, acima de tudo, chamar a atenção para a problemática da doença, sensibilizando as pessoas para o que é, em termos dos custos pessoais e do Serviço Nacional de Saúde, e também para a importância da prevenção. Este dia foi criado pela Federação Internacional de Diabetes e, nos últimos anos, associou-se também as Nações Unidas por considerarem ser fundamental a união à volta da doença, dada a epidemia da diabetes que hoje é considerada uma das grandes pandemias do século XXI.

O que é a diabetes?

A Organização Mundial da Saúde diz que a diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento da glicemia no sangue, também de uma forma crónica, que se vai repercutir a nível dos diversos órgãos e dos diversos metabolismos e que decorre duma diminuição absoluta ou relativa da produção da insulina e, em algumas circunstâncias, também da dificuldade da insulina exercer a sua ação a nível periférico.

Versão completa na edição impressa de 14 de novembro do DIÁRIO AS BEIRAS

One Comment

  1. Problemas de saúde que, para aparecerem é de uma dia para o outro mas, para se curar é que se torna mais complicado, para não dizer que, muitas das vezes, são irreversíveis. Infelizmente cada vez existem mais pessoas com este problema.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*