Trabalhadores das Minas da Panasqueira recusaram-se a entrar nas galerias

DR

Os trabalhadores das Minas da Panasqueira, onde morreu um mineiro na segunda-feira, concentraram-se hoje de manhã à entrada da mina escusando-se a trabalhar, em solidariedade com a morte do colega de 20 anos.

Em declarações à Lusa, Luís Paulo, do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, disse que “a empresa [que explora a mina, a Beralt Tin & Wolfram] prometeu pagar a quem fosse trabalhar hoje e que quem não fosse teria falta”.

No entanto, acrescentou, “ninguém foi trabalhar às 7H00 da manhã”, denunciando que “a empresa prefere os lucros”.

Às 15H50 de segunda-feira, um mineiro de 20 anos, que trabalhava há mais de um ano nas Minas da Panasqueira, na Covilhã, morreu num desabamento no interior das galerias.

Luís Paulo contou à Lusa que o acidente com o mineiro ocorreu quando o trabalhador “andava a limpar uma frente” da mina.

Um outro mineiro, que estava no seu primeiro dia de trabalho, acabou por ficar ligeiramente ferido.

2 Comments

  1. CRISTINA HENRIQUES says:

    É LAMENTÁVEL A DRAMA DAS MINAS!!!
    COITADO DO BOY QUE JÁ ESTAVA A TRABALHAR TÃO NOVO !!!
    NINGUÉM QUER SABER DISTO PARA NADA… ESTES TRABALHOS NEM MERECIAM EXISTIR…TRABALHAR DEBAIXO DO SOLO DEVE SER PAVOROSO!!!

  2. Já não há sentimentos por ninguém… Como é que é possível que estes patrões, que só vêem cifrões á frente do nariz, não se comovam com a morte de um jovem.! Intolerável..

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*