Funcionárias bancárias absolvidas por escassez de provas pelo Tribunal de Coimbra

Posted by

Foto Luís Carregã

As duas funcionárias bancárias, acusadas dos crimes de falsificação de documentos e burla qualificada, foram ontem absolvidas pelo Tribunal de Coimbra.

Segundo o presidente do coletivo de juízes, Paulo Correia, neste caso “aconteceu o que já não acontecia há muito neste tribunal”. Ou seja, e explicando, “desde início que demos conta de que houve elementos que escaparam à apreciação da acusação”.

Esta questão, aliada ao facto das pessoas lesadas se terem recusado a prestar declarações, levou a que “grande parte da acusação se tivesse desmoronado com esta decisão”.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. A justiça está sempre do lado dos burlões, dos ladrões, dos criminosos, por esse motivo é que cada vez mais existe gentínha que só sabe acabar com a vida de muitos desgraçados e, no final, ainda se ficam a rir…. Coitados dos advogados que os têm que defender; das duas três: ou não têm consciência ou ficam com a mesma totalmente pesada no final dum julgamento destes…

  2. "as pessoas lesadas se terem recusado a prestar declarações" Se os interessados não têm interesse então a Justiça pouco pode fazer…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*