Faturas da luz das escolas renovadas “disparam” com sistema ligado

Posted by

Foto Luís Carregã

As cinco escolas do distrito de Coimbra, que sofreram obras de remodelação por parte da Parque Escolar, estão a racionalizar o consumo energético. O sistema energético de climatização, instalado no âmbito das obras, é uma das principais razões, a que se junta a recente medida do Governo de aumentar de seis para 23% a taxa de IVA da fatura elétrica.

No primeiro caso, e olhando para a Escola Secundária Avelar Brotero (Coimbra), o sistema chamado de AVAC ainda não funciona em pleno. “Esta tarde (ontem), por exemplo, andam aqui os técnicos a fazer testes ao equipamento”, disse o diretor José Armando Saraiva.

O responsável mostra-se agradado pelo sistema ainda não estar a funcionar em pleno. É que, nos (poucos) períodos em que esteve ligado, a fatura subiu quase três vezes mais. Como tal, José Armando Saraiva garante que a ventilação, climatização e aquecimento funcionarão em pleno quando o tempo estiver frio.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. José Guardado says:

    Presumo que o moderno sistema instalado se destina a um país com grandes recursos financeiros e habitado por pessoas altamente responsáveis, que desligam as lâmpadas, candeeiros, tomadas, pc's, entre outros, quando não necessitam de os utilizar (por exemplo quando se ausentam ou durante a noite!).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*