Faculdade de Direito agradece a Gomes Canotilho meio século de ensinamentos e de virtude

Foto de Luís Carregã

Joaquim Gomes Canotilho defende que, nos dias que correm, “há forças superiores à própria Constituição” e, por isso, reconhece que “ninguém poderá exigir mais trabalho” aos portugueses.

“Algo vai mal quando o nosso dinheiro, descontado ao longo de uma vida de trabalho, serve para transfusões que mais não são do que jorradas de sangue drenadas do doente para o dador. Mal estamos nós, passados 50 anos, ao estarmos nesta situação”, afirmou esta quarta-feira (19), depois daquela que foi a “sua” última aula na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC).

Versão completa na edição impressa de 20 de outubro do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*