Câmara de Coimbra defende semáforos na rotunda do Almegue

Posted by

O vereador com o pelouro das obras municipais, Paulo Leitão, defendeu esta quinta-feira (6) ao DIÁRIO AS BEIRAS “a melhoria urgente da rotunda do Almegue”.

Segundo o autarca, as obras que se iniciam segunda-feira na Ponte do Açude deviam levar a Estradas de Portugal a efetuar obras de reformulação e semaforização daquela estrutura “que desde o início apresenta defeitos de construção”.

“Vamos propor à Estradas de Portugal um projeto de semaforização e reformulação da rotunda”, referiu, esperando obter do lado da empresa pública concordância relativamente a esta matéria.

Versão completa na edição impressa de 7 de outubro do DIÁRIO AS BEIRAS

13 Comments

  1. Começo este comentario viajando por Braga , Porto , Aveiro , Lisboa , e vimos varias circulares para desviar transito e não para complicar ,em Coimbra parece que so se complica primeiro tiramos o transito da cidade passando todo ele para guarda inglesa que nas horas de ponta era a confuão agora temos o troço novo da IC2 onde foi contruido uma embrulhada de uma rotunda onde todo o transito norte e sul mais arredores e cidade passam ali . vejo noutras cidades passagem superiores ou tuneis para que os veiculos nao se encontrem num ponto so vendo isto coimbra não evoluiu nem cresceu .

  2. Estava projectado fazerem a rotunda em nível superior ao traçado do IC2, como se passa no acesso à ponte Sta Isabel.
    Normalmente as alterações têm a finalidade de ficar melhor. Neste caso foi para ficar pior.
    Foram infelizes os crânios de projectaram e fiscalizaram todo o projecto.

  3. E para quando uma rotunda no guarda inglesa junto ao restauranta açude?Uma pessoa que viva ( como e o meu caso) ali tem de fazer quase 4 kilometros para fazer uma inverçao de marcha!Aproveitando o facto de ninguem respeitar o limite de velocidade julgo que seria mais eficaz a construir ai uma rotunda, evitando igualmente as corridas de automoveis!

  4. quem obrou aquela coisa inqualificável que dá pelo nome de rotunda do almégue, precisava de ser preso lá no meio, durante 3 meses, pelo menos … talvez assim se apercebesse da falta de funcionalidade, das vidas já lá perdidas, dos toques constantes entre automóveis, das saídas atamancadas, das curvas com relevé contrário … enfim, um aborto perfeitinho … talvez os semáforos venham minorar as dificuldades mas … é impossível endireitar uma banana …

  5. Jose Silva says:

    Tenho sérias dúvidas se os semáforos iriam melhorar. Sou da opinião que iriam complicar ainda mais o trânsito.
    Como está neste momento está muito mal, mas provavelmente só com um grande investimento se poderia resolver (túnel ou passagem desnivelada). Mas gostaria de saber quais as propostas em concreto dos técnicos.

  6. Antes de haver rotunda do almegue o transito complicava-se apenas para o acesso á ponte do açude, agora quem quer aceder á zona da guarda inglesa, vê-se confrontado diáriamente com filas e filas de transito, claro provocadas pelas mentes geniais que temos no nosso país, os engenheiros de gabinete que fizeram ali uma rotunda com o dobro ou o triplo do tamanho! Escusado será dizer que desde que a rotunda foi feita é raro o dia que não veja lá um acidente. Quando antigamente contava-se pelos dedos das mãos. Mas concerteza alguem necessitava que se fizesse ali uma rotunda. Coimbra está a ficar para trás, a começar no ordenamento de transito! Lá fora vive-se para descomplicar, em Portugal vive para complicar tudo cada vez mais!

  7. Sem dúvida uma solução para uma rotunda onde até os instrutores de condução tem dificuldade de pôr em prática ou ensinar as regras ao seus alunos. Dezenas de acidentes, filas, condutores que transgridem a lei a toda a hora porque não havendo um modus vivendi naquela rotunda cada um faz o que quer e como lhe dá mais jeito. Nem quero imaginar o que aí vem com as obras da ponte -açude. Juro que já me ocorreu ser aquele lugar um excelente produtor de divisas para as seguradoras! Façam algo!

  8. João António says:

    Quem teria sido o autor daquele trabalho digno de fazer corar um aprendiz de estagiario de uma qq engenharia.
    Porém, eu sei como tudo isto se resolvia. Bem fácil.
    Levar o sr. encarnação, o sr. barbosa de melo e os srs vereadores a morar 2 meses em pereira do campo.
    Assim teriam de enfrentar diariamente filas de transito desde o centro cirurgico até aos seus postos de trabalho, perdão, até aos seus empregos. É que provavelmente nenhum destes tem conhecimento da realidade ali vivida diariamente. Quando a sentissem na pele….algo fariam.
    Agora uma coisa eu peço: semaforos não.
    Está provado que a sinalização semaforica é a que condiciona mais o transito. Além de que temos um exemplo, quando a policia está na rotunda o transito fica mais dificil.
    Já agora, e porque não tirar a fila BUS a descer para a segurança social. É outro ponto geralmente complicado e gerador de filas para entrar na fernão de magalhaes.

  9. Jose Henriques says:

    Nos próximos tempos, problemas na circulação viária na Rotunda do Almegue, serão mais que muitos, para todos aqueles que residem na margem esquerda do "triste" e "abandonado" Rio Mondego e na área a responsabilidade do Concelho de Coimbra.
    O motivo tem que ver com a recuperação da "Obra de Arte" – Ponte Açude.
    Obra de Arte construída há pouco mais de 20 anos e que nesta obra de recuperação, necessita de serem reconstruídos 13 pilares (treze).
    Que tipo de "Obra de Arte" foi esta que passados menos de 20 anos, necessita de obras de recuperação desta dimensão?
    Quem ganha com esta falta de qualidade e exigência neste tipo de obras de arte?
    Onde param os responsáveis?
    Onde param os fiscais do Estado que acompanharam esta obra de arte?
    Mas, voltando ao inicio, porquê iniciar agora nesta altura as obras, quando a cidade está totalmente em movimento, escolas, faculdades, empresas, poucos serão os que estão de férias, quando não existem alternativas válidas etc. etc.
    O que vale é que temos um vereador que se lembrou no dia da apresentação do projecto da execução, da tal obra de recuperação da Ponte Açude, em enviar uma carta às Estradas de Portugal pedindo clemência e se faziam o favor de colocar semaforização na Rotunda do Almegue, para que os prejudicados na circulação viária na zona ainda sejam mais prejudicados, ideias geniais para quem não percebe nada de viação rodoviária, mas continuam a estar nos lugares de decisão para defender os interesses das populações locais e quando são chamados a decidir, agem em função da emoção de serem vereadores da CAMARA MUNICIPAL DE COIMBRA.
    Aos que trabalham em Coimbra e que produzem riqueza nesta cidade, mas vivem nos arredores e têm que sofrer estes constrangimentos evitáveis, devem levantar-se mais cedo e produzir menos, dado o cansaço e falta de paciência com que chegam aos locais de trabalho.
    Os outros que se têm de se movimentar na zona, obrigados a horários de trabalho, esses devem acalmar e tentar explicar aos seus responsáveis hierárquicos (empresários,chefes,gerentes e outros…) que o desenvolvimento comercial e industrial de Coimbra (Taveiro e outras) vai ter de fazer férias e arcar com os prejuízos acrescidos, pois os pensadores desta cidade, gente muito competente, ainda está a escrever cartas às Estradas de Portugal, pois não tinham tido conhecimento antecipado das Obras que se iriam realizar neste ano de 2011…
    Tenham paciência, deixem continuar a dormir "os cheios de sono"

  10. Jose Henriques says:

    Nos próximos tempos, problemas na circulação viária na Rotunda do Almegue, serão mais que muitos, para todos aqueles que residem na margem esquerda do "triste" e "abandonado" Rio Mondego e na área a responsabilidade do Concelho de Coimbra.
    O motivo tem que ver com a recuperação da "Obra de Arte" – Ponte Açude.
    Obra de Arte construída há pouco mais de 20 anos e que nesta obra de recuperação, necessita de serem reconstruídos 13 pilares (treze).
    Que tipo de "Obra de Arte" foi esta que passados menos de 20 anos, necessita de obras de recuperação desta dimensão?
    Quem ganha com esta falta de qualidade e exigência neste tipo de obras de arte?
    Onde param os responsáveis?
    Onde param os fiscais do Estado que acompanharam esta obra de arte?
    O que vale é que temos um vereador que se lembrou no dia da apresentação do projecto da execução, da tal obra de recuperação da Ponte Açude, enviar uma carta às Estradas de Portugal pedindo clemência e se faziam o favor de colocar semaforização na Rotunda do Almegue, para que os prejudicados na circulação viária na zona ainda sejam mais prejudicados. Ideias geniais para quem não percebe nada de viação rodoviária, mas continuam a estar nos lugares de decisão para defender os interesses das populações locais e quando são chamados a decidir, agem em função da emoção de serem vereadores da CÂMARA MUNICIPAL DE COIMBRA.

  11. Realmente, valha-nos Deus se puder… Estamos cada vez pior a nível de governantes mas, como se costuma dizer, nunca vamos para melhor, se estavámos mal, ficámos, nítidamente bem pior…

  12. Mas a rotunda supostamente não era de caracter provisório?!?!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*