Bastonário da Ordem dos Médicos defende liberalização das farmácias

Posted by

 

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) defendeu sexta-feira (28) na Figueira da Foz a liberalização dos alvarás das farmácias. José Manuel Silva disse que “os alvarás públicos das farmácias têm sido transacionados por preços obscenos”, considerando ainda que “o último resquício de corporativismo comercial é o das farmácias”.

Por isso, desafiou o Governo a liberalizar o setor. “O Governo fazia bem pagar às farmácias e aos laboratórios e liberalizar a atribuição de alvarás às farmácias”, vincou José Manuel Silva.

As farmácias querem “trocar medicamentos de marca prescritos pelos médicos por genéricos com maior margem de lucro”, para poderem satisfazer os encargos financeiros com a aquisição do alvará, frisou o bastonário.

Versão completa na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 29 de outubro

5 Comments

  1. Manuel de Sousa says:

    O que este senhor diz são perfeitos disparates. Só faz declarações destas que está em perfeito acto de desespero. Estão prestes a perder regalias e como já não conseguem ter argumentos para se defenderem, atacam os outros. Pensavam que eram intocáveis, mas a mama acabou

  2. O senhor bastonario da Fast food, realmente não tem vergonha da infeliz campanha que anda a fazer contra os genericos, sugeria-lhe que fizesse um apuramento de quantos associados seus foram viajar para formação turistica, a custa dos medicamentos maus.

  3. ALBERTO LOPES says:

    NO GERAL SOU BASTANTE CRÉDULO EM RELAÇÃO AOS MÉDICOS QUE ME TRATAM AS MALEITAS,ESPERO QUE A ORDEM RESPECTIVA, FAÇA SAIR DO MERCADO OS MEDICAMENTOS QUE NÃO OFERECEM GARANTIAS,NOMEADAMENTE OS GENÉRICOS QUANTO Á LIBERDADE DE ESCOLHA,
    DEIXEM ISSO AO CRITÉRIO DA DISPONIBILIDADE ECONÓMICA DO DOENTE,ESTE É QUE É VERDADEIRAMENTE IMPORTANTE.

  4. Colocas-te o dedo na ferida, porreiro pá

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*