Assalto à Perfumaria Balvera rende milhares de euros

Posted by

Três homens encapuzados assaltaram na última madrugada a Perfumaria Balvera. Para entrar no estabelecimento por volta das 03H00, com frente para a rua Eduardo Coelho e rua Nova, os assaltantes usaram uma pedra de grandes dimensões .

“Foi um estrondo enorme”, referiu ao DIÁRIO AS BEIRAS uma das moradoras do Centro de Noite “Telha Amiga”. De tal forma que todos os moradores deste espaço, no topo da rua Nova, se levantaram da cama e tiveram tempo de vir à janela e observar a presença de três homens encapuzados a tirarem produtos do interior do estabelecimento e a colocarem-nos dentro de uma viatura automóvel. A mesma moradora referiu que o assalto não durou “mais de três, quatro minutos”.

Toda a história na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 14 de outubro

2 Comments

  1. E ainda agora é só um começo, vai começar a ser pior, se até aqui assaltavam tendo em vista dinheiro fácil, a partir de agora, vão existir assaltos por necessidades de primeira, com tantos cortes, com tantos impostos, vai existira cada vez mais miséria, fome, contas por pagar, degradação total. Os sem abrigo vão aumentar e vai deixar de existir sem abrigos porque não existe emprego mas todos nós os que já ganham miséria, teremos que ir viver para a rua porque o dinheiro não chega para a renda de casa, nem para o empréstimo, nem para a água, luz, nem gáz, a ome e a miséria vão-se instalar tais como piolhos nas cabeças ou pulgas nos animais.

  2. Da forma que a vida está a ficar cada vez mais difícil, com o desemprego cada vez em maior número, casais sem dinheiro para poder pagar as suas obrigações, dar de comer a seus filhos, sem fuga possível, vêem-se obrigados a fazer muitas vezes coisas impensáveis e que nunca imaginaram ter de fazer. O aumento não será somente nos roubos/assaltos mas, igualmente em prostituição, etc…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*