Apelo ao apoio aos Bombeiros Voluntários

João Silva

Vai fazer um ano, na próxima semana, que esta direção assumiu funções. Não foi um ano fácil! Com a ambição de revitalizar a instituição e em especial de resolver o problema das suas degradadas e antiquadas instalações, particularmente o quartel, procedemos à pintura da fachada principal do edifício, iniciámos a limpeza e arranjo de um espaço interior de aparcamento com ligação à Travessa dos Oleiros e adjudicámos um estudo prévio tendente a verificar da viabilidade técnica de reformular/reestruturar/ampliar o quartel e as instalações da associação no actual local.

Somada as estas iniciativas específicas, procedemos ainda à renovação e reequipamento de uma viatura de combate a incêndios, o que significa que, apesar de mantermos uma gestão corrente muito “apertada”, temos a necessidade de conseguir uma receita “extra” de aproximadamente 40.000 euros para solver estes compromissos inadiáveis.

Vivendo permanentes dificuldades financeiras vimo-nos ainda confrontados com as consequências da crise, o que se traduz na dificuldade em conseguir novos sócios e mesmo a desistência de antigos sócios, alegando dificuldades financeiras, e na retracção do apoio por parte de algumas empresas que habitualmente nos ajudavam.

Os apoios institucionais de âmbito nacional mantêm-se de há muito os mesmos e são diminutos e o apoio da Câmara de Coimbra traduz-se, já há alguns anos, em 40 mil euros anuais, de que apenas foi recebido até ao momento 50% (situação normal refira-se). Um subsídio de cinco mil euros, atribuído em Março pela câmara para ajuda no pagamento da pintura da fachada do quartel, ainda não foi recebido e uma receita mensal devidamente acordada com a câmara, relativa ao pagamento da renda das nossas instalações em Taveiro, ocupadas pela GNR, começou inexplicavelmente a ser paga com atraso, o que nos tem colocado muitas dificuldades de tesouraria.

Este apoio não é nada comparado com o apoio dado pela generalidade das câmaras. Contudo nós compreendemos a situação, porque a câmara tem uma Companhia de Bombeiros Profissionais. No entanto, os Bombeiros Voluntários complementam permanentemente a actuação dos Bombeiros Sapadores e têm uma actividade muito mais intensa de que a generalidade dos bombeiros voluntários, o que torna impossível “aguentar” o funcionamento do nosso corpo de bombeiros com um subsídio deste valor.

Importa, contudo, sublinhar que temos mantido uma boa relação com o senhor presidente da Câmara de Coimbra, que nos visitou, a nosso convite, no início do ano, tendo apenas que lamentar as inexplicáveis perturbações no pagamento da renda das instalações de Taveiro, parecendo que alguém na câmara está apostado em causar-nos dificuldades sem que se perceba porquê.

Por outro lado, temos tido um excelente apoio da Junta de Freguesia de Santa Cruz (território onde estamos inseridos), e no corrente ano apenas recebemos donativos das freguesias da Sé Nova, S. Bartolomeu, Taveiro, Eiras e Botão. Infelizmente, apesar dos vários pedidos que temos feito, não obtivemos apoio das restantes 25 freguesias do município de Coimbra.

Estas breves notas não são um apresentar de contas mas tão só uma sintética referência a alguns elementos que podem ajudar a perceber o que tem sido a nossa actividade,e sobretudo as grandes dificuldades financeiras que enfrentamos e que nos levam a pedir de forma veemente a ajuda de todos os sócios e amigos.

Necessitamos de mais sócios e necessitamos, com urgência, que nos ajudem com um donativo.

Acredite caro sócio que os Bombeiros Voluntários de Coimbra enfrentam sérios problemas de sobrevivência e é dramático que os membros da sua direcção mais pareçam membros de uma “ordem mendicante”, mas neste momento e no actual contexto legal não têm outra alternativa que não seja pedir, pedir, pedir… e pedir apoio e ajuda.

Se cada sócio ou amigo ajudasse os Bombeiros Voluntários de Coimbra, por exemplo, com dois cafés por semana, isso significaria 40 euros ano. Ora um donativo de 40 euros seria uma ajuda preciosa para podermos continuar o grande projecto de revitalizar e modernizar esta instituição e o seu Corpo de Bombeiros Voluntários.

Ajude-nos e transmita este pedido aos seus amigos. Precisamos do seu apoio para poder enfrentar com um mínimo de confiança os próximos tempos.

Não imaginam quanto dói ver mulheres e homens generosos, que tanto dão à comunidade, pessimamente instalados, a precisarem de novos equipamentos de protecção individual e de renovação das suas viaturas de socorro e de combate a incêndios, e não ter meios para superar essas carências.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*